HD Externo, interno ou NAS?

Saiba tudo sobre HDs Externos

Parece simples, mas como escolher o melhor HD externo?

Para facilitar a vida de quem vai comprar um disco externo, vamos explicar porque vale entender um pouco mais sobre o assunto. Em geral, a preocupação do consumidor brasileiro está relacionada principalmente com o preço a ser pago pelo produto. Como em qualquer segmento, a economia de escala (quantidade de produtos fabricada) é a regra determinante para ditar preços dos hard disks externos que são comercializados. Como os discos rígidos internos são a “matéria prima” para fabricação de seus irmãos externos, é natural que os preços dos discos internos que equipam a maior parte dos notebooks tenham seus pares externos mais baratos. Equipados com pratos de tamanho 1.8” ou 2.5” e com rotações que geralmente variam entre 4.200 e 7.200RPM, os discos portáteis derivam de hard disks internos para notebooks e quase nunca possuem fonte de alimentação, pois a porta USB fornece a energia necessária para o funcionamento do mesmo. A concorrência entre os fabricantes hoje resumem-se em três grandes players (Western Digital, Seagate e Toshiba) e não mais que algumas dezenas de marcas, onde mais baratos quase sempre são os mais vendidos e, de forma geral, atendem a aplicações corriqueiras globais como backup e armazenamento de arquivos.

Hard Disks externos portáteis: Pequenos, transportáveis e sem fonte de alimentação.

Apesar da maioria dos hard disks ser considerada "transportável", nem todo disco externo é classificado como portátil. Para os iniciados, os HDs são divididos em 2 grandes grupos: os discos desktop e os portáteis. Em geral, discos rígidos desktops possuem maior capacidade, menor custo por Terabyte, fonte de alimentação externa e tamanho maior quando comparado a discos de 1.8" ou 2.5". Fáceis de transportar e instalar, os HDs externos portáteis normalmente são alimentados pela porta USB e não precisam da fonte e, se comparados a discos de 3.5" com a mesma capacidade e conexão, são ligeiramente mais caros. Para os iniciantes, o tamanho do HD é informado em polegadas (1.8”, 2.5” e 3.5”), e referem-se ao diâmetro do pratos internos que equipam cada HD. Os discos rígidos 2.5" de maior capacidade do mercado pertencem a família Barracuda ST5000 Seagate, atingindo até 5TB. Como explicado antes, as fábricas entregam os mesmos discos internos para fabricação de notebooks ou discos externos portáteis, por isso é fácil concluir que em breve teremos HDs externos 5TB também na versão externa e portátil.

+ HD Externo Portátil

HDs Externos Portáteis

Discos Externos Desktop, a melhor compra

Para quem precisa de capacidade e diversidade nas conexões, a linha de HDs externos de 3.5" e sistemas de armazenamento formado por arranjos de discos num único gabinete, os HDs desktop são a alternativa mais inteligente na hora de comprar. Com capacidades que superam 10TB por disco, velocidade até 7.200 RPM e diferentes tipos de conexão, os conjuntos formados por discos externos 3.5" possuem alguns atrativos interessantes: Quando equipados com a porta USB (USB3.0 ou USB-C), possuem o menor preço e maior capacidade. Ao integrar sistemas com mais que um hard disk (como os HDs LaCie) permitem arranjos RAID, atingem 120TB de capacidade e na maioria das vezes são equipados com múltiplas portas de comunicação, atendendo demandas de diversas plataformas e sistemas operacionais.

Discos Externos Firewire Quero conhecer mais HDs Externos Firewire

Eu falei HD para Mac?

A Apple sempre transitou bem em mercados que utilizam softwares para tratamento e processamento de imagens, porém nem sempre seus computadores ofertaram discos de alta performance ou conexões mais "democráticas" para discos rígidos de terceiros. Com isso, abria-se uma grande oportunidade para quem precisava comprar um HD externo para uso com computadores Mac que oferecesse simultaneamente altas velocidades de transferência e no processamento de informações. A LaCie (hoje do grupo Seagate) saiu na frente e se especializou nesse nicho de mercado. A empresa fez parceria com a Apple e tem disponibilizado HDs externos de diversas capacidades, velocidades e conexões, todos 100% compatíveis com os computadores da maçã.

Com a chegada dos novos Macs equipados com porta USB3.0 e USB-C, a Apple finalmente diminuiu a dependência de discos caros e portas profissionais como thunderbolt 2 ou 3 só são exigidas em aplicações complexas como renderização 4K.

+ HD Externo para MAC

Linha de HDs Thunderbolt, velozes e confiáveis.

E as novidades não param! Para usuários que realmente precisam de performance, a nova linha de HDs Thunderbolt 2 e 3 são velozes, confiáveis e permitem serem combinados em arranjos de disco RAID. Esses arranjos proporcionam maior velocidade e segurança para as informações, gravando simultaneamente dados replicados em 2 ou mais discos, mantendo um disco reserva para situações de emergência ou gravando dados com paridade para maior segurança.

Isso só é possível porque alguns gabinetes usados para fabricação dos discos thunderbolt suportam mais que 1 hard disk, como a linha 6 Big LaCie, que permite instalação de até 6 hard drives no mesmo sistema.

Geralmente equipados com discos internos 7.200 RPM e tecnologia SATA III, comprar um HD Thunderbolt é o mesmo que comprar a Ferrari desse mercado. Velozes e seguros, a linha de HDs thunderbolt é o desejo de compra para os "heavy-users" de pós-produção, agências e todos profissionais de áudio e vídeo.

Discos Externos Linha Thunderbolt
Quero conhecer mais HDs Externos Thunderbolt

Quero ligar meu HD Externo em rede. Como eu faço?

Simples, compre o HD certo. Portas como USB, Firewire, eSATA e Thunderbolt foram desenvolvidas para conexão direta entre periféricos e computadores, workstations ou notebooks. Ainda sim é possível disponibilizar o conteúdo de um HD desses em rede, porém é preciso manter o computador “hospedeiro” ligado, configurar corretamente a rede local e torcer para que o hardware do disco em questão seja confiável. Lembre-se que discos com as conexões citadas quase sempre são mais baratos, porém não foram desenvolvidos para esse uso. Outro ponto importante é que esses HDs externos não suportam diversos acessos simultâneos, são mais lentos, não são seguros e foram desenvolvidos para uma carga menor de trabalho.

Os discos externos para redes LAN possuem pelo menos uma porta ethernet gigabit e permitem configurações de privilégios para o acesso aos dados, previnindo assim que usuários não autorizados tenham acesso a informações importantes.

HD Externo em rede

HD de rede ou Network Attached Storage

Os HDs de rede não diferem dos discos externos de mercado somente pelo tipo de conexão. Os HDs para pequenas redes locais usualmente são fáceis de instalar, possuem preços competitivos e alguns recursos interessantes como acesso controlado por senhas, software de backup em rede e sincronização automática de dados entre dispositivos como computadores, tablets e celulares. Além disso, modelos mais profissionais são equipados com mais que uma porta LAN, utilizam discos com maior MTBF (tempo maior entre as ocorrências de falhas) que hard disks desktop e possuem recursos como serviços cloud, além de maior robustez e redundância de hardware. Os Personal Cloud Storages com 2 ou mais HDs permitem arranjos RAID (do inglês: Redundant Array of Independent Disks), trazendo mais segurança contra falhas, performance e garantindo informações disponíveis 100% do tempo.

A ControleNet é especialista em sistemas de armazenamento, consulte-nos e esclareça suas dúvidas.

HDs de rede ou Network Attached Storages
Quero conhecer mais HDs Externos de Rede

Fique por dentro do mundo dos storages