O que é servidor de arquivos e como compartilhar arquivos em rede


Servidor de arquivos, compartilhando documentos em rede

Servidor de arquivos ou file server é um computador ou sistema de armazenamento conectado a uma ou mais redes locais (LAN) / remotas (WAN, incluindo conexões via Web), que disponibiliza arquivos como documentos, planilhas ou vídeos para serem acessados via rede em dispositivos como PCs, notebooks, tablets ou celulares. O conceito server ou host é definido como o local onde são armazenados dados como documentos, fotos, banco de dados, backup, aplicativos e demais informações a serem compartilhadas.

Os equipamentos que acessam essas informações são chamados clientes ou clients, que podem ser desde PCs, celulares ou mesmo smartTVs, conectados e compartilhando dados.

Servidor de arquivos, compartilhando documentos em rede

Sistema operacional, a chave de tudo

Os sistemas operacionais dos servidores identificam e gerenciam atributos como tamanho, controle de acesso, tipo de arquivo e outras qualificações da informação armazenada. Servidores de arquivos em geral possuem estrutura hierárquica organizada, gerenciando as transferências e demais operações que envolvem as informações, como leitura e gravação de forma organizada e com registro das operações realizadas por seus respectivos clientes.

Storage NAS, um servidor de arquivos profissional

Servidor de backup, corporativo, de imagens, de nuvem, cold storage ou servidor de conteúdo são apenas algumas aplicações possíveis para servidores de arquivos, que são os repositórios de informação presentes em bancos, hospitais, empresas e residências ao redor do mundo. Com essa responsabilidade, a maioria dos sistemas computacionais atuais não podem parar, e estão recebendo constantes melhorias.

Os storages NAS surgiram com essa evolução. Trata-se de computadores “especializados” em armazenar informações, com sistema operacional próprio, espaço geralmente maior que computadores domésticos e redundância em seus componentes para funcionamento contínuo.

Os NAS (network attached storage) são sistemas de armazenamento para conexão em rede voltados para esse tipo de atividade, pois possuem estrutura hierárquica para gerenciamento dos dados, proteção de acesso aos arquivos, pastas ou volumes protegidos por senhas, gerenciamento de permissões por usuário e arquivos de controle para o registro das atividades dos usuários (arquivo de log). Saiba mais sobre Storage NAS.

Storage NAS, um servidor de arquivos profissional

Dimensionando um servidor de arquivos

Antes de prosseguirmos, vale lembrar que qualquer computador ligado em rede pode ser configurado como servidor de arquivos, compartilhando informações do disco rígido para outros dispositivos. A má notícia é que todas as transações para acessar essa unidade de armazenamento utilizarão o computador hospedeiro, diminuindo a performance e a segurança das informações compartilhadas.

Soluções caseiras como essa quase sempre são perigosas, pois não possuem recursos de gerenciamento avançados nem tampouco redundância para prevenção de desastres.

A boa notícia é que os storages NAS estão cada vez mais baratos, viabilizando compartilhar arquivos em rede de forma profissional, com velocidade, proteção e segurança. Sistemas baseados em 2 hard disks podem centralizar arquivos de uma família via rede, compartilhando fotos, filmes e documentos de um único host, permitindo inclusive backup automático de todos os PCs e celulares.

Dimensionando um servidor de arquivos

NAS, o servidor de arquivos ideal

Tratando-se de uma residência ou empresa de nível global, sempre haverá um servidor NAS ideal para cada projeto de armazenamento. Antes de comprar um servidor de arquivos, vale a pena:

  1. Identificar quais informações serão compartilhadas
  2. A capacidade necessária de armazenamento hoje e a expectativa de expansão
  3. O número de usuários que precisarão acessar as informações simultaneamente
  4. A velocidade de resposta do servidor NAS para as requisições
  5. A redundância de hardware e software e os planos contra eventuais falhas
  6. A segurança das informações e o gerenciamento do sistema

Definindo o espaço do sistema

Ao identificar quantos terabytes serão necessários para montar o servidor de arquivos, devemos ter planejada a longevidade do projeto, a expansão da base de dados e a segurança das informações envolvidas. Com sistemas de segurança contra eventuais falhas, os NAS podem organizar os discos em arranjos conhecidos como RAID, necessários para performance e segurança dos dados, porém grandes consumidores de espaço disponível.

Ao dimensionar o espaço de armazenamento, tenha em mente que alguns sistemas são escaláveis (permitem expansão de capacidade através da instalação de mais discos ou módulos de expansão) e que com maior armazenamento também é necessário mais processamento e mais portas de comunicação.

Definindo o espaço do sistema

Servidor com muitos acessos simultâneos

Ao configurarmos um servidor de arquivos, estabelecemos permissões para que diversos usuários compartilhem o mesmo conteúdo. Isso implica gerenciar recursos como velocidade, segurança e redundância do equipamento onde a informação está armazenada. Para isso, sistemas com mais hard disks, portas LAN e maiores processadores entregarão melhor resultado, mas custarão mais caro.

A identificação correta do número de acessos simultâneos é muito importante para definirmos o hardware necessário, bem como o tipo, tamanho e quantidade de arquivos compartilhados.

Aplicações como servidor de backup, servidor cloud, servidor de conteúdo devem levar em conta o tempo de resposta por tarefa agendada, pois é comum erros de dimensionamento colapsarem o tráfego da rede local por acumularem muitas tarefas simultâneas junto com a produção.

Servidor com muitos acessos simultâneos

Hardware, Software e segurança

Termos como trunking, deduplicação, thin privisioning, cluster e RAID estão cada vez mais presentes em nossa rotina. Recursos de servidores corporativos antes com custos proibitivos já estão disponíveis com equipamentos de baixo custo. Storages NAS com discos rígidos SATA já podem ser considerados alternativas viáveis para aplicações como backup (que antes era realizada em fita), cold storage e file server.

Com a redução de custos dos storages, empresas como a Qnap tem desenvolvido soluções profissionais para diversas necessidades, agregando hardware robusto, pacotes de software para diversas necessidades e recursos de segurança para manter as informações seguras.

Conheça a linha Qnap.

Fique por dentro do mundo dos storages