Backup para empresas: Como escolher o equipamento certo?


Backup para pequenas e médias empresas

Backup Corporativo, necessário e urgente.

Manter dados corporativos sempre protegidos é a forma mais simples de garantir a continuidade nas operações de qualquer empresa. Partindo da premissa que sistemas de informação possuem uma vida útil e necessitam de manutenção, é prudente manter pelo menos duas cópias dos dados de qualquer infra-estrutura de TI: Uma em produção, em servidores ou unidades de armazenamento e outra como cópia reserva, preferencialmente armazenada fora da empresa.

Equipamentos de backup

Qualquer equipamento, seja apenas um celular ou um grande servidor corporativo, utiliza uma área não volátil para armazenar as informações geradas. Essas áreas são constituídas basicamente por discos rígidos e/ou memórias, componentes que armazenam as informações mas sofrem desgaste pelo uso, estando sempre sujeitos a falha. Com o objetivo de manter os dados protegidos, a indústria tem disponibilizado alternativas para gerar cópias dessas informações para outros locais, mantendo assim o backup para o caso de falhas.

Dentre os equipamentos para backup mais conhecidos temos os sistemas baseados em discos (HDs externos), as memórias (pen-drives e SSD), os gravadores de mídias (CDRWs, DVDRWs e Blu-Ray) e soluções em fitas como drives LTO ou tape libraries.
Além desses exemplos, algumas soluções em disco como storages e áreas de servidores com serviços Cloud vem ganhando espaço nesse segmento. Porém, qual solução é a mais segura? Quais riscos e vantagens de cada uma delas?

Hardware e software

O básico rara compreendermos melhor o processo é que qualquer solução de hardware a ser implementada necessitará de um software (aplicativo) para realização e gerenciamento do backup, seja ele desenvolvido para celulares ou grandes servidores instalados em datacenters. Inicialmente falaremos sobre os tipos de backup mais comum, para logo após informar quais são as diferenças entre as diversas soluções.

Hardware e software

Tipos de backup

Backup Full

É a copia completa dos arquivos de todas informações armazenadas, partindo de uma origem de armazenamento como um hard disk ou memória de um servidor para outro destino, podendo ser outro hard disk, storage, dispositivo de fita ou espaço alocado num provedor de nuvem, copiando-se todos os dados a cada nova operação. Trata-se de uma operação que pode tomar muito tempo, uma vez que servidores e sistemas de discos empresariais podem conter uma grande quantidade de informações.

Backup em tempo real

O backup em tempo real mantém uma imagem dos arquivos idêntica aos dados que estão em produção, atualizando a cópia instantaneamente. Os arquivos originais são copiados uma vez para seu destino (equipamento de backup) e, sempre que uma informação é alterada na origem (ou um novo arquivo é inserido), o destino também será alterado. Esse procedimento pode sincronizar pastas e arquivos de diversos computadores simltaneamente, via rede local ou internet.

Backup com Agendamento

É a cópia dos dados feita através de agendamento prévio, quantas vezes forem necessárias para manter as informações seguras. Softwares de backup para empresas normalmente entregam esse recurso. O agendamento é especialmente útil quando há limitação na velocidade da rede, pois o processo pode ser agendado para horários que o tráfego de dados diminui, como exemplo a hora do almoço ou durante a noite.

Backup Incremental

O backup incremental faz cópia apenas dos arquivos que foram alterados ou dos novos arquivos criados desde a última cópia. Na cópia incremental, a janela de backup (tempo utilizado para a tarefa) é muito menor que no backup full, uma vez que arquivos não alterados não serão copiados.

Backup Remoto

O backup remoto tem se popularizado com a entrega de melhor velocidade de transmissão de dados pela internet comercial. Trata-se de manter as cópias para diferentes estruturas de TI, de forma agendada ou sempre que houver necessidade. Sistemas de armazenamento profissional permitem a sincronização de dados para diferentes endereços, mantendo os dados íntegros em caso de desastre em uma das localidades.

Replicação Remota

A replicação de dados consiste ter as informações replicadas em tempo real ou de forma agendada para diferentes locais. Atualmente muitas empresas tem optado por manter backup atualizado no local de suas atividades e possuir também uma cópia na nuvem (provedor de espaço), gerando assim dupla segurança contra desastres.

Backup com criptografia

Dados empresariais precisam estar sempre seguros. Dentre as possibilidades de proteção, diversos equipamentos para backup possuem recursos para criptografar os dados armazenados. A criptografia pode ocorrer via hardware ou pelo próprio software de backup. O incoveniente desse tipo de processo é que, inevitavelmente, o sistema de criptografia precisará de recursos de processamento, aumentando o assim o tempo para realização da tarefa.

Backup com controle de versões

Diversos sofwares de backup para empresas já possuem controle de versões. Com recursos que permitem controlar o número de cópias gerados e apagar versões mais antigas dos backups automaticamente, essa aplicação é especialmente útil para sistemas de vídeo-segurança, pois imagens consomem muito espaço em disco e não podem ser armazenadas indefinidamente.

Fita, disco, memória ou nuvem?

Fita, disco, memória ou nuvem?

De uma forma geral, qualquer equipamento de backup, por mais simples que seja, acompanha um aplicativo para fazer cópia dos dados. Além disso, servidores de backup e sistemas operacionais também possuem ferramentas para esse fim, sem cobrar mais nada por isso. O problema começa na definição de qual o conjunto "hardware+software" atende cada demanda. Sistemas baseados em fita, hard disks, memórias ou serviços de nuvem possuem características próprias, por isso vale a pena gastar algum tempo sobre o assunto antes de implementar um processo de backup.

Dicas ao adquirir uma solução de backup corporativo

Dicas ao adquirir uma solução de backup corporativo

Alguns cuidados ao implementar uma solução de backup corporativo:

O primeiro passo é entender qual a real demanda por backup, colhendo informações como o espaço que será necessário para o armazenamento, o tempo gasto para realizar as cópias e a periodicidade do processo. Além disso, em ambientes com diversos softwares e sistemas operacionais vale a pena inventariar quais dispositivos e aplicativos estão em produção, bem como entender quais realmente necessitarão de manter cópia dos arquivos.

Uma boa prática é a centralização dos dados gerados dentro da empresa em poucos locais físicos, como servidores de armazenamento e storages. Isso facilita muito o trabalho de backup, pois a preocupação com os dados recai apenas sobre um ou dois pontos, simplificando o estudos sobre eventuais pontos de falha e facilitando o gerenciamento dos mesmos.

Essas informações serão úteis para a escolha correta da solução, pois recuperação de backup é uma atividade sempre precedida de algum desastre ou imprevisto, onde a recuperação do sistema será essencial para a continuidade ou re-estabelecimento das operações.

Numa eventual falta de acesso aos dados, é importante quantificar qual será o custo de interrupção e qual a alternativa mais viável para recuperação. O mercado oferece diversas soluções de backup, sendo que quanto maior o investimento, menor será o tempo de interrupção, diminuindo assim custos agregados à interrupção.

Duas regras gerais podem ser seguidas:

  • Quanto maior o valor das informações, mais confiável deverá ser a solução de backup.
  • Quanto maior o custo pela interrupção ao acesso das informações, mais veloz deverá ser o sistema para re-estabelecimento.

O custo do equipamento de backup é, em geral, muito inferior ao valor dos dados contidos nele. Com isso, ao adquirir um sistema de backup, a primeira consideração importante é que ele não pode falhar. Em pequenas e média empresas, cada ambiente possui sua particularidade. De uma forma geral, as recomendações abaixo são válidas para a maioria dos casos.

  • Mantenha pelo menos uma cópia completa (backup full) mensal dos servidores e estações de trabalho em local seguro;
  • A cópia de segurança de estar ONLINE e testada com frequência, evitando surpresas no momento de um eventual restore;
  • Mantenha uma cópia atualizada dos dados, ou ao menos dos mais importantes, fora do local onde estão as informações originais;
  • Tenha um plano de contingência para tornar o backup operacional em um curto intervalo de tempo em caso de desastre;
  • Dê preferência à sistemas redundantes, reduzindo ao máximo pontos únicos de falha.
  • A infraestrutura da rede elétrica e de dados (infraestrutura de TI) deve estar sempre em ordem, estabilizada e isolada do restante do escritório.

Somos especialistas em soluções de backup

A perda de dados quase sempre causa danos irreparáveis a operação de pequenas e médias empresas. Como distribuidores autorizados de equipamentos de backup baseados em fita ou disco, temos a solução ideal para você. Tape Libraries, storages e sistemas redundantes fazem parte de nossas soluções. Traga seu projeto e fale com nossos especialistas, temos a melhor solução de backup para sua empresa.

Fique por dentro do mundo dos storages