Atendimento por WhatsApp

DAS ou NAS: Quais são as diferenças entre esses dois storages?

É comum nos depararmos com as siglas DAS ou NAS sempre que precisamos de mais espaço em disco em nossa infraestrutura de TI .

DAS e NAS são definições aplicadas a equipamentos conhecidos como storages, geralmente usados para centralizar e organizar o armazenamento de dados ou fornecer um sistema robusto para fazer backup de nossas redes locais.

Porém, apesar de possuírem nomenclaturas parecidas, DAS e NAS foram desenvolvidos para diferentes aplicações e objetivos.

DAS, NAS e SAN

Antes de começar, vale lembrar que os principais sistemas para armazenamento de dados usados em datacenters são:

1- Direct Attached Storages ou sistemas de armazenamento com conexão direta (DAS),

2- Network Attached Storages ou armazenamento conectado à rede (NAS)

3- Storage Area Network ou áreas de armazenamento em rede (SAN).

Essas unidades podem ser fisicamente parecidas, mas não se engane: Cada um desses sistemas possui características próprias e são usados para diferentes aplicações.

Conheça a linha de storages Infortrend

O que é DAS?

DAS é a abreviação de “direct attached storage”, que pode ser traduzido como “armazenamento para conexão direta”. Trata-se de qualquer dispositivo de armazenamento que pode ser conectado diretamente a um PC ou servidor através das portas SATA, SAS, USB, FireWire, Fibre Channel ou Thunderbolt.

Para controlar o acesso aos seus sistemas de arquivos, quaisquer desses dispositivos precisam ser reconhecidos pelo sistema operacional do computador hospedeiro (host) ao qual foi instalado.

Isso significa que o sistema operacional do host é que define e controla o sistema de arquivos de um storage DAS, fornecendo acesso direto a um ou mais setores de seu(s) disco(s), como se fosse um hard disk interno.

O que é NAS?

NAS é a sigla de network attached storage e pode ser traduzido como “armazenamento conectado à rede”. Diferentemente de um DAS, esses sistemas de armazenamento são conectados a outros dispositivos através de uma rede local e possuem sistema operacional próprio.

Um NAS possui seu próprio sistema de arquivos, por isso não depende de nenhum sistema operacional dos PCs ou servidores ao qual está conectado e pode ser configurado através de outro computador da rede.

Diferentemente dos dispositivos de conexão direta (DAS), um NAS usa protocolos de compartilhamento de arquivos como NFS, AFP ou CIFS para fornecer acesso aos arquivos na rede.

Dois modelos de storages NAS um de rack e outro desktop em primeiro plano e ao fundo um escritório com uma mulher trabalhando no computador vendo os arquivos que estão nos storages NAS

Para funcionar, um dispositivo NAS precisa sempre estar conectado à uma rede local. Frequentemente utilizado como servidor de arquivos, um NAS tem como principais aplicações armazenar, compartilhar e fazer backup dos dados de diferentes usuários.

Alguns desses storages (DAS ou NAS) podem ter vários discos instalados no mesmo gabinete e serem configurados para trabalho conjunto através da montagem de arranjos conhecidos como RAID.

Monta um arranjo de discos em uma matriz de armazenamento permite melhorar o desempenho e aumentar a segurança do sistema e dos dados armazenados.

O que é SAN?

SAN ou storage area network é um sistema de armazenamento dedicado, de alto desempenho e isolado do acesso de usuários dentro de uma rede, principalmente usado para transferir dados em nível de bloco entre servidores e dispositivos de armazenamento.

Uma rede SAN geralmente é composta exclusivamente por switches, servidores, storages e usada em datacenters, infraestruturas de TI de grandes empresas ou ambientes de computação virtual.

Projetada para oferecer suporte a aplicativos complexos e de missão crítica, esse tipo rede de armazenamento é uma opção complexa, difícil de gerenciar e que exige profissionais qualificados para a implantação.

Dúvidas? Fale com nosso especialista!

DAS ou NAS?

Após alguns conceitos básicos, seguem as três principais diferença entre os storages DAS e NAS.

1- Velocidade

O primeiro aspecto importante que deve ser considerado entre um DAS e um NAS é a velocidade.

Os storages DAS geralmente são mais rápidos que seus pares de rede, principalmente devido a conexões como as portas SATA, SAS, USB, FC ou Thunderbolt.

Todas essas conexões permitem enormes benchmarks de desempenho direto e taxas de transferências de centenas/gigabytes por segundo (GB/s).

No entanto, a maioria dos NAS de uso corporativo são conectados por meio de várias portas rede gigabit, que podem ser agregadas facilmente e formarem um único link para a comunicação de dados.

Além disso, muitas placas de rede com portas LAN de 1 Gbe LAN/Ethernet já podem ser atualizadas por novas placas para 2.5, 5, 10 Gbe ou velocidades ainda maiores.

Isso torna um NAS mais útil, flexível, que também pode transferir vários gigabytes por segundo e ser compartilhado por centenas de usuários simultaneamente.

2- Complexidade e Dificuldade

O segundo ponto sobre escolher entre um DAS ou NAS é a complexidade de instalação e a dificuldade de gerenciamento.

Não há dúvida que um direct attached storage é mais fácil de ser usado do que um NAS. Unidades internas, discos USB ou mesmo matrizes com vários discos em RAID são quase totalmente plug-and-play após conectados a um PC ou servidor Windows/Linux.

No entanto, direct storages instalados em cluster de servidores em ambientes virtualizados para armazenamento adicional exigem a configuração de vários softwares adicionais de terceiros.

Além disso, criar uma estratégia de backup automática ou compartilhar arquivos grandes com usuários remotos através de um DAS pode ser penoso e sacrificar o desempenho do servidor.

Qualquer aplicação que usa massivamente os recursos de hardware do servidor físico pode gerar lentidão em todo o sistema, atrapalhando a entrega dos serviços ou dificultando a execução de aplicações.

Como um NAS é um sistema autônomo com hardware e sistema operacional, após a configuração inicial, sempre será possível compartilhar arquivos com facilidade, segurança e sem comprometer o desempenho do servidor.

Storage DAS funcionando em ambiente de TI

3- Valor investido

Ao comparar um sistema NAS com capacidade em terabytes, desempenho e escalabilidade semelhantes, um DAS sempre terá menor quantidade de recursos e preços mais acessíveis.

Produtos como HDs externos, pen-drives e hard disks internos são alguns exemplos de sistemas de armazenamento com conexão direta que oferecem baixo custo e nenhum serviço.

No entanto, no que diz respeito a quantidade de recursos e o valor investido, um NAS sempre é a melhor escolha. Os recursos e funções disponíveis em um NAS são infinitamente superiores aos seus pares de conexão direta.

Sistema operacional integrado, recursos para montar arranjos de disco, softwares para backup, gerenciamento, segurança e controle dos dados são apenas alguns exemplos que facilitam essa escolha.

Além disso, como a maioria dos sistemas operacionais de rede suportam unidades de armazenamento mapeáveis, possuem software para sincronização de dados em tempo real e serviços iSCSI, esses recursos ajudam a pender ainda mais a balança em favor do NAS.

Vantagens de um NAS

- Não precisa de um computador hospedeiro para funcionar;

- O equipamento é compartilhável por rede;

- O sistema pode ser escalável em capacidade e desempenho;

- Possui recursos como provisionamento dinâmico, replicação e snapshots;

- Tira a responsabilidade de gerenciamento e armazenamento do servidor.

Conheça os melhores storages para backup Infortrend

Vantagens do DAS

- É um equipamento de conexão direta ao computador hospedeiro;

- Um DAS geralmente custa mais barato que um NAS ou SAN;

- Por usar conexões de alta velocidade, um DAS é mais rápido que o NAS.

NAS ou DAS, qual escolher?

Depois de entender sobre as conexões, velocidade, dificuldades na instalação e sobre a complexidade de gerenciamento, você ainda pode se perguntar qual escolher. Vamos esclarecer:

No DAS, o nível de armazenamento é mais básico, ou seja, seus arquivos estão fisicamente conectados ao servidor ou computador host.

Isso oferece vantagens no acesso, gerenciamento e desempenho, pois o computador hospedeiro e o conteúdo possuem o mesmo nível de dificuldade de acesso.

Já as unidades NAS são projetadas para permitir que você atualize, acesse e transfira arquivos com mais liberdade dentro de uma rede.

Como o NAS está conectado à rede, você pode acessar esses sistemas sem uma conexão física direta. Isso significa que além do cabo de rede, dispositivos como smartphones, tablets também podem ser conectados através de um acess point Wi-Fi.

NAS ou DAS, qual escolher?

Por que escolher um DAS?

Um DAS não é escalável, não pode ser compartilhado pela rede ou possui recursos como a replicação de dados remota ou snapshots. As unidades DAS não precisam de uma conexão de rede, o que significa que todos os arquivos e dados podem ser acessados diretamente pelo host.

Isso pode ser útil para sistemas cliente-servidor que não precisam de acesso à Internet ou para manter dados confidenciais seguros.

Uma unidade DAS externa também pode ser usada como um dispositivo de backup para computadores, armazenamento de vídeo para uma TV ou para a transferência rápida e segura de arquivos.

Embora esse storage possua um formato de armazenamento mais básico, por suas características, ele pode ser tecnicamente mais seguro.

Além disso, por não estar conectado a uma rede, os dados de um DAS possuem menos possibilidade de serem acessados indevidamente.

Isso é principalmente importante para empresas que lidam com dados críticos ou aplicações que armazenam informações pessoais.

Quando escolher um NAS?

Servidores de arquivos são sistemas que tem como vocação compartilhar dados entre diversos computadores. Um NAS tem a vocação natural para isso.

Os NAS corporativos possuem várias portas de rede, são expansíveis e geralmente oferecem a opção de adicionar mais discos rígidos em caso de necessidade.

Isso significa que sempre é possível atualizar facilmente o espaço de armazenamento, sem precisar transferir todo o conteúdo para uma nova unidade maior.

Esses sistemas possuem recursos de configuração como acesso através de login e senha, podem criptografar os dados e se integram facilmente aos serviços de diretório Microsoft AD e LDAP.

Além disso, se você possui em seu ambiente diversos dispositivos multiusuários ou não deseja conectar-se fisicamente a um dispositivo, um NAS também pode fornecer conexões sem fio e conectar vários dispositivos simultaneamente.

Assim, sempre é possível transmitir filmes, músicas e imagens diretamente do dispositivo de armazenamento para o seu dispositivo de acesso sem usar cabos.

DAS ou NAS?

A escolha da melhor opção entre um DAS ou NAS se resume em adequar as necessidades de armazenamento mais importantes de sua empresa com o orçamento disponível.

Quanto maior for a exigência por capacidade, disponibilidade, redundância e desempenho do equipamento, maior será o investimento e o custo de manutenção.

A Controle Net é especialista em servidores, sistemas de armazenamento, backup e possui profissionais capacitados para auxiliar na escolha dos melhores equipamentos para sua estrutura. Não corra riscos ao comprar um novo storage, entre em contato conosco!

Fale com o especialista
(11) 3475-5000

Storage

Tudo o que você precisa saber sobre soluções de Storage.

Data Archiving ou Arquivamento de Dados
Data Archiving ou Arquivamento de Dados

Entenda a diferença de Data Archiving e Backup, e veja as tecnologias para arquivamento de dados.

File Storage ou Block Level Storage? Saiba quais são as diferenças
File Storage ou Block Level Storage? Saiba quais são as diferenças

File Storage ou Block Level Storage? Saiba como é feito o armazenamento de dados em storages antes de decidir qual é a melhor solução p/ sua empresa.

Qual storage comprar, NAS ou DAS?
Qual storage comprar, NAS ou DAS?

Saiba quais são as principais diferenças entre os sistemas de armazenamento NAS ou DAS e escolha qual atende suas necessidades.