5 dicas para escolher o melhor switch para a sua empresa

Infraestruturas de redes mais robustas com diversos dispositivos a serem conectados precisam de switches que possibilitam uma transferência de tráfego mais rápida, gerenciar e monitorar os dados.

No mercado atual de switches para empresas, existem diversos modelos que permitem ser provisionados, configurados, gerenciados ou até mesmo serem implementados de forma remota pelos administradores de rede.

Switches de rede para empresas oferecem suporte à segurança, automação e análise a fim de ajudar as empresas a proteger seus dados, gerenciar o tráfego e otimizar a rede.

É importante destacar que em uma infraestrutura de rede, o switch afeta diretamente o desempenho da rede, o que consequentemente influencia na produtividade da empresa. Logo, é importante escolher o switch mais adequado a cada necessidade.

Benefícios dos switches de rede

Com o avanço cada vez maior das tecnologias, acompanhar o desenvolvimento das redes, tende a ser um grande desafio para as empresas. Além das incontáveis atualizações na infraestrutura, o aumento frenético da demanda de tráfego requer equipamentos cada vez mais rápidos e mais eficientes.

Os switches de rede, no geral, são equipamentos responsáveis por conectar diversos dispositivos a uma rede local e permitir a transmissão de informações entre todos os equipamentos a ele conectados, como storages, servidores e computadores.

Capaz de proporcionar soluções mais completas, melhorar o desempenho e personalizar o seu funcionamento, os switches são cada vez mais essenciais para qualquer infraestrutura de rede.

No caso de empresas, a otimização do sistema, faz com que possíveis erros que poderiam causar prejuízos sejam diminuídos, o que consequentemente resulta em uma diminuição dos custos, maior produtividade e lucro.

Considerando estes aspectos, antes de comprar qualquer equipamento é preciso que você tenha mapeado a rede da sua empresa e saiba exatamente quais são as necessidades que ela demanda. Em caso de dúvidas, um especialista pode ajudar.

Dicas e considerações para escolher o melhor switch de rede para empresa

Uma infraestrutura de rede corporativa deve ser capaz de conectar os usuários na geografia local, como por exemplo: um escritório, departamentos ou prédios entre si. Permitindo, portanto, a transferência de dados para todos os dispositivos atribuídos a rede.

Para isso, os switches são equipamentos de rede indispensáveis, seja considerando uma empresa de pequeno ou grande porte.

Entretanto, a escolha do melhor equipamento deve considerar todo o panorama geral para que seja capaz de suprir todas as necessidades de rede da sua empresa.

Embora pareça ser uma tarefa fácil escolher um switch para a empresa, a escolha mais adequada deve considerar fatores como: forma; velocidade; tipos e quantidades de portas; se é ou não gerenciável; se possui recursos ou requisitos que atendam às necessidades da rede.

1. Forma

A escolha do tipo de switch dependerá basicamente do layout da sua empresa, da necessidade de desempenhar ou não uma operação silenciosa, do nível de segurança desejado e do número de portas de acordo com a demanda necessária.

Há diferentes tipos de switches de rede, como os de desktops (menores, silenciosos e projetados para ficarem em cima de uma mesa) ou os de montagem em rack (projetados para armários de fiação e em salas destinadas a eles e outros dispositivos de rede como servidores e equipamentos de telefonia).

No caso dos switches de rede do tipo desktop, estes são os mais indicados para escritórios menores, salas de conferências ou quando se tem pouco espaço.

Enquanto os switches de rack são mais comumente indicados para grandes empresas ou data centers.

2. Velocidade

A velocidade ou largura de banda também é um fator a ser considerado. Muitas empresas ainda possuem comutadores ou dispositivos de rede compatíveis com 10 Mbps ou 100 Mbps. Apenas recentemente é que os switches Gigabits (que suportam até 1000 Mbps), passaram a ser utilizados.

Considerando que computadores e equipamentos mais modernos transferem pacotes de dados a cerca de 1000 Mbps, para garantir que a conexão entre o switch e o dispositivo seja satisfatória é preciso que os comutadores utilizados sejam capazes de suportar essa largura de banda.

Resumidamente, é a largura de banda necessária de velocidade que determinará se você irá precisar de um switch Fast Ethernet, Gigabit Ethernet, 10G ou Fiber Channel.

Ao contrário dos switches baseados em cobre, o switch de fibra óptica suporta todas as velocidades de transmissão e direciona o fluxo de bits de entrada para a porta de saída, independentemente da velocidade ou protocolo, sem precisar de uma atualização.

Assim, o switch Fibre Channel é projetado para transmitir dados com alto desempenho, baixa latência, alta disponibilidade e sem perdas.

Vale destacar que é importante escolher uma velocidade que seja suficiente para acompanhar o crescimento da sua empresa, portanto, considerar uma largura de banda extra poderá te ajudar a economizar no futuro.

3. Tipos e quantidade de portas

Os tipos e a quantidade de portas disponíveis em um switch é um dos principais pontos que devem ser considerados antes de adquirir qualquer equipamento.

No mercado atual, existem diversos tipos de switches de rede, com diferentes tipos de conexão, portas e recursos capazes de suprir qualquer que seja o tamanho da sua empresa.

Switches menores contam com apenas 4 portas de par trançado com conector RJ-45 e são indicados para o uso doméstico ou para empresas bem pequenas.

Enquanto os modelos mais populares podem contar com 8 a 12 portas incluindo as do tipo fibra óptica. Esta quantidade de portas até pode atender empresas pequenas, mas não suprem a demanda de empresas maiores ou data centers.

Para estes casos, há os modelos com 24, 48 ou mais portas. Podendo inclusive possuir portas de uplink que permitem o empilhamento de novas unidades e consequentemente aumentar os números de portas disponíveis.

Os tipos e a quantidade de portas também são considerados na precificação do equipamento. Deste modo, há uma grande diferença de preços entre os equipamentos disponíveis no mercado.

4. Gerenciável ou não gerenciável

Switches podem tanto ser do tipo gerenciável como não gerenciável. A escolha neste caso deve ser feita com base na necessidade de cada empresa ou de acordo com o nível de controle que se deseja ter.

No caso dos comutadores gerenciáveis, estes permitem que o administrador da rede tenha mais controle, consiga expandir o número de usuários, criar segmentos para tráfego, evitar colisões e garantir a privacidade e a segurança dos dados.

Já os switches não gerenciáveis, estes já possuem uma configuração de fábrica que não se pode alterar, sendo qualificado como um equipamento do tipo PlugPlay. Afinal de contas, basta conectá-lo, para utilizá-lo.

Considerando ambos os tipos, pode-se dizer que os comutadores não gerenciáveis além de serem limitados quanto às suas funções, não são tão seguros como os do tipo gerenciáveis. Logo, para uma infraestrutura de rede corporativa, os gerenciáveis são os mais indicados, independentemente do tamanho e da demanda de tráfego.

5. Recursos

Além de todos os aspectos já levantados, existem outros recursos a serem considerados com base na necessidade da sua empresa, como por exemplo a função PoE (Power over Ethernet) que utiliza um mesmo cabo para dados e alimentação de energia aos dispositivos conectados.

A função PoE simplifica a fiação e extingue a necessidade de configurar uma fonte de alimentação para os dispositivos de rede, como câmeras IP e telefones VoIP.

Há também os switches que possibilitam os administradores:

Somos especialistas

Como vimos, a escolha do melhor switch para empresa varia de acordo com a demanda e as necessidades da infraestrutura de rede da sua empresa.

Dicas e considerações como essas, ajudam a determinar qual o melhor dispositivo de rede para cada situação, evitando, portanto, custos desnecessários e eventuais prejuízos.

A Controle Net é especialista em switches, storages, sistemas de armazenamento e diversas outras soluções capazes de otimizar a infraestrutura de rede da sua empresa. Traga o seu projeto!

Fale com o especialista
(11) 3475-5000
Produtos relacionados:

Rede de Computadores

Tudo o que você precisa saber sobre soluções de Rede de Computadores.

Rede de computadores - O que é e como funciona?
Rede de computadores - O que é e como funciona?

Como funciona uma rede de computadores? Saiba o que é e como funciona a tecnologia que ajuda usuários e empresas a compartilharem dados globalmente.

Qual o melhor roteador para a sua casa? Dicas para escolher e mais
Qual o melhor roteador para a sua casa? Dicas para escolher e mais

Você sabe qual é ou como escolher o melhor roteador para a sua casa? Clique aqui e confira dicas para escolher o melhor dispositivo de rede para a sua casa!