Como fazer backup dos dados de computadores e notebooks

Como fazer backup corretamente

Num mundo cada vez mais digital, manter nossas informações protegidas é muito importante. Por isso, fazer backup de arquivos e pastas de nossos computadores é uma tarefa que deve ser levada a sério.

Computadores, celulares e notebooks armazenam milhares de arquivos como documentos, músicas, filmes, imagens, arquivos de dados, projetos e fotos em seus discos ou memórias. Com o aumento do uso da tecnologia em nosso cotidiano, a quantidade de dados gerada tem crescido exponencialmente todos anos, porém nem sempre acompanhada de alguma precaução caso haja algum desastre.

Por que você deve ter cópias de seus arquivos e pastas?

Problemas técnicos em computadores ou servidores, vírus, roubo, desastre natural e exclusão acidental são apenas algumas das maneiras que podem causar perda de dados. O problema é que a perda de informações também pode ocasionar interrupções na atividade produtiva, ocasionando interrupção na produção, prejuízos financeiros ou demora na restauração do serviço.

Além disso, não fazer backup de arquivos como fotos, vídeos e imagens pessoais armazenados em nossos PCs ou notebooks podem causar perdas irreparáveis, pois tais arquivos possuem valor sentimental e nem sempre poderão ser recuperados.

Afinal, o que é um backup?

o que é backup

Uma definição simplista para backup de computador é criar uma cópia exata do conteúdo. No entanto, fazer um backup dos dados significa armazenar essas informações salvas em pelo menos duas áreas de armazenamento diferentes. Como o objetivo do backup é permitir a restauração dos dados em caso de acidente, mantê-lo no mesmo hard disk onde estão os originais significa perder dados e as cópias de segurança caso haja algum problema.

O que é necessário para fazer um backup de forma correta?

Para fazer backup de informações sempre será necessário um software para esse fim e um destino (ou dispositivo) para os arquivos e pastas que serão copiados. Sistemas operacionais como o Windows ou Linux já trazem incorporados recursos para esse fim, porém sempre necessitarão de algum equipamento externo ao ambiente para realizar o backup.

Um simples comando como “copiar” ou “arrastar e soltar” pode gerar cópias reservas para os dados armazenados, porém cada aplicação exigirá um nível diferente de sofisticação no processo.

Softwares como o Retrospect, NetBak Replicator, Cobian, Backup Exec, Acronis, Time Machine e Veeam são apenas alguns exemplos de aplicativos voltados para essa atividade. Além desses, existem uma série de outras opções, pagas ou gratuitas, para esse fim.

Por fim, para que o sistema de backup funcione como o esperado, vale a pena fazer simulações para validar a situação: O procedimento de backup só é confiável quando a restauração dos dados acontece conforme o planejado.

Posso usar um HD externo ou pen-drive?

Posso usar um HD externo ou pen-drive para backup

Tecnicamente sim. Apesar de estarem longe de ser a melhor solução, qualquer HD externo ou pen drive pode receber cópia das informações e ser armazenado longe da área de produção. Fáceis de transportar, esses equipamentos funcionam com a maioria dos computadores, possuem operação simples e são relativamente pequenos.

Porém fazer backup em HDs externos ou pen-drives exige muita disposição, organização e disciplina por parte do usuário. Como são portáteis, esses equipamentos podem ser facilmente roubados, trocados ou esquecidos em algum lugar. Além disso, esses equipamentos nem sempre possuem a capacidade de armazenamento necessária, não permitindo que a cópia total dos dados seja feita através de um único dispositivo.

Outro ponto desfavorável é que nenhum desses equipamentos possui qualquer tipo de segurança contra falhas, ou seja, não possuem componentes redundantes ou qualquer sistema de proteção, possibilitando por exemplo a duplicação de arquivos infectados com vírus ou já corrompidos.

Então como devo proteger meus dados?

Se parecia simples fazer backup, essas informações iniciais mostram a complexidade do problema. Fazer backup sempre é mais fácil e barato que tentar recuperar arquivos de um hard disk danificado e a boa notícia é que existem várias ferramentas disponíveis para isso.

Diversos softwares de backup, incluindo alguns gratuitos, podem atender usuários residenciais ou empresas na hora de gerar as cópias de segurança. Além disso, equipamentos para backup e restauração de arquivos estão cada vez mais baratos, possibilitando que usuários e empresas adquirir sistemas profissionais como storages NAS ou drives LTO.

Amplamente utilizados em infraestruturas de TI e datacenters profissionais, esses sistemas custavam muito caro, porém graças a evolução da tecnologia e da contínua redução de preços esses servidores já se encontram acessíveis para qualquer tipo de usuário ou aplicação.

Outro ponto é que a maioria desses equipamentos já acompanha algum software para backup, compatíveis com sistemas operacionais como o Microsoft Windows ou sistemas Apple equipados com o Mac OS.

Qual a forma mais segura de fazer backup?

Qual a forma mais segura de fazer backup

Uma forma segura para proteger as informações é conhecida como “estratégia de backup 3-2-1”, ou seja, manter três cópias dos dados: Duas no local de uso e armazenadas em diferentes mídias, como num personal NAS e um HD externo, e outra cópia fora da residência ou empresa (backup na nuvem ou mídia removível).

Pode parecer exagero, porém ter três cópias dos dados é a melhor forma evitar desastres, principalmente para usuários sem muita experiência no assunto. Caso só seja possível manter apenas uma cópia reserva, a melhor forma é através de um storages NAS.

Esses equipamentos possuem recursos para fazer backup automático de um ou mais computadores, são confiáveis e não possuem mensalidades ou custos adicionais após a aquisição.

Outro ponto importante é que os mesmos são fáceis de instalar, adicionam capacidade de armazenamento a toda infraestrutura de rede e são mais robustos que HDs externos.

Alguns desses servidores de backup geralmente acompanham softwares com recursos úteis como a possibilidade de fazer cópias completas, incrementais ou diferenciais. Em vez de copiar todo o conteúdo do disco rígido, alguns desses tipos de backup permitem copiar somente arquivos e pastas que receberam modificação, diminuindo assim o tempo do processo.

Essa forma de backup permite, dentre outras coisas, desfazer alterações ou recuperar arquivos excluídos por engano. Outro ponto legal é que se qualquer computador apresentar problemas, é possível acessar todos dados do backup através de outro computador, bem como verificar o histórico das alterações e dos arquivos excluídos.

Servidores NAS mais sofisticados permitem controle de versionamento, sistema de clone ou snapshot, porém esse assunto fica para o próximo artigo.

Cópias Onsite ou Offsite? Prefira as duas!

O conceito de backup onsite é fazer e manter a cópia dos dados em mídias diferentes, porém no mesmo local físico. A vantagem desse método é que ter um servidor, computador ou disco local para as rotinas de backup é a ausência de taxas mensais como acontece nos serviços de cloud backup. Além disso, sempre é possível acessar imediatamente todos os arquivos caso o computador apresente problemas, com ou sem acesso à internet.
Na estratégia de backup 3-2-1, a cópia que deve ser armazenada fora da empresa pode ser feita através de cartuchos ópticos, fitas LTO ou mídias de backup removíveis, como discos RDX.

O backup offsite é baseado nesse sistema: Toda informação de produção é gravada em cartuchos para transporte e armazenamento externo. Esse conceito de cópia evoluiu nos sistemas de armazenamento através da implementação de recursos úteis como a sincronização de dados através de banda larga ou comunicação via rede local, gerando base de dados idênticas em diferentes locais físicos.

Cloud Backup

Cloud Backup

Ter uma ou duas cópias de segurança no mesmo local de produção permite restauração rápida em caso de desastres, porém não evita riscos como falha humana, roubo, incêndio ou outros desastres.

Nesse ponto a estratégia de manter uma cópia das informações fora do ambiente de trabalho proporciona uma proteção mais segura contra esse tipo de perda, porém exige que um cuidado maior para manter esses dados sempre atualizados.

Com o surgimento dos serviços de nuvem, grandes provedores e datacenters começaram a comercializar serviços como o cloud backup. Muito fáceis de serem implementados, esse sistema de backup é simples de configurar e usar, preenchendo a necessidade de manter informações importantes sempre atualizadas e longe do ambiente de produção.

Um dos pontos positivos desse sistema é a possibilidade comprar espaço de acordo com o uso, onde o usuário paga pela proteção, espaço e banda utilizada. Google drive, DropBox e OneDrive são alguns exemplos desses serviços, que cobram de acordo com o tipo de plano adotado.

Dentre as desvantagens do cloud backup, a maior delas é o upload inicial, que pode levar algumas semanas ou até um mês. Isso dependerá de quantos arquivos serão enviados e da velocidade de sua conexão, onde a maioria dos provedores está mais focada nas velocidades de download do que em velocidades de upload.

Outro ponto a ser considerado é a eventual restauração dos dados em caso de desastre, que consumirá pelo menos o mesmo tempo para fazer o download dos dados. Com isso, planos com uploads lentos devem ser atualizados, aumentando assim o desembolso mensal na contratação de linhas para comunicação de dados.

Como resposta, fabricantes dos sistemas de armazenamento como a Qnap incorporaram a seus equipamentos softwares para criação de private clouds, disponibilizando assim backup, acesso e sincronização remota de dados, tudo via internet. Isso sem nenhum custo mensal ou dependência de terceiros.

Mesmo discos externos de rede com apenas um hard disk possuem esses recursos, permitindo assim a criação de ambientes para backup offsite à custos reduzidos, proporcionando uma maior segurança para usuários domésticos e pequenas empresas.

Somos especialistas em equipamentos para backup

Somos especialistas em equipamentos para backup

Existem diversas formas para fazer backup de computadores, celulares, notebooks e outros equipamentos. Com a grande variedade de softwares e equipamentos disponíveis no mercado, nem sempre é simples decidir sobre qual solução adotar.

Os melhores sistemas de backup realizam automaticamente essa função automaticamente, criando backups diferenciais ou incrementais automaticamente para que não seja necessário a intervenção humana. Somos especialistas no assunto e teremos prazer em ajudá-lo.

Fique por dentro do mundo dos storages