Nuvem, o cloud computing dentro das pequenas e médias empresas

Cloud computing pequenas e médias empresas

Enquanto grandes corporações já estão familiarizadas com o ambiente de nuvem, as pequenas e médias empresas ainda tem uma série de dúvidas sobre o assunto.

Antes de criar ou contratar uma nuvem pública ou privada, qualquer organização precisa entender quais são as vantagens e desvantagens do uso da computação em nuvem.

O que é nuvem?

Nuvem é o termo usado para definir a rede de computadores conectados globalmente e que prestam serviços para milhões de usuários, formando um ecossistema único. Esses serviços são disponibilizados por provedores, dentro de sistemas compostos por servidores, sistemas de armazenamento e softwares.

Além disso, a computação em nuvem também envolve o uso de uma infraestrutura de rede, linhas de comunicação e sistemas preparados para executar aplicações, armazenar e gerenciar dados, além de fornecer conteúdo ou serviços, geralmente através de computadores, celulares e o uso da internet.

O que é nuvem?

Os serviços de computação em nuvem podem ser públicos, privados ou híbridos. Uma nuvem pública geralmente aloca recursos para várias empresas no mesmo ambiente, possui gerenciamento de terceiros e atende milhares de usuários.

Já uma nuvem privada disponibiliza recursos de computação em nuvem exclusivos para uma empresa ou organização, enquanto a nuvem híbrida associa suas aplicações e serviços aos dois tipos de ambientes, tirando o melhor proveito dos dois mundos.

Conheça a linha de storages all flash Seagate

O que é nuvem privada?

Originário do termo "Private Cloud", a definição de nuvem privada está associada ao uso de recursos de computação dentro de uma infraestrutura de TI (datacenter), própria ou terceirizada, por uma única empresa ou organização.

Esse ambiente também é composto pela infraestrutura de rede, servidores físicos ou virtuais, storages e softwares voltados para atender exclusivamente as demandas corporativas do contratante.

Inicialmente implementada apenas dentro da infraestrutura de TI da própria empresa, a nuvem privada ganhou um significado mais abrangente quando saiu dos limites de utilização dos recursos internos e também passou a ser contratada como um serviço prestado por datacenters externos.

O que é nuvem privada?

O serviço de nuvem privada consiste em contratar uma área virtual exclusiva dentro de um cluster de computação, que entrega capacidade de armazenamento, processamento, segurança e todos os demais recursos que são entregues pelos servidores físicos.

Mais sobre a nuvem pública

Uma nuvem pública é um ambiente computacional virtual fornecido por um (ou mais) datacenter, onde diversos usuários ou empresas compartilham os mesmos recursos, geralmente pagando apenas pelo serviço, tempo de uso, processamento, armazenamento e recursos usados.

Nesse tipo de nuvem quem opera o sistema é o próprio provedor do serviço, eliminando custos como mão de obra especializada, manutenção e depreciação dos equipamentos.

Empresas que contratam serviços de nuvem pública podem tirar o melhor proveito dos ativos envolvidos, uma vez que criar e manter estruturas similares proprietárias custa mais caro e nem sempre é plenamente amortizada.

Crie uma nuvem privada de dados com um NAS

Qual a diferença entre nuvem pública e nuvem privada?

Até alguns anos atrás, possuir uma nuvem privada era sinônimo de ter hardware, software e os meios de comunicação necessários para gerenciar aplicações e dados corporativos de maneira segura via web.

Também era sinônimo de altos investimentos em servidores físicos, sistemas de armazenamento e infraestrutura de TI, bem como outros componentes da rede local, linhas de comunicação e sistemas para a segurança dos dados.

A nuvem privada na pequena empresa

As nuvens privadas sempre foram criadas a partir de sofisticados sistemas computacionais, por isso sempre acompanhados da necessidade de contratação de profissionais qualificados para gerenciar esses recursos, deixando a pequena e média empresa longe dessas tecnologias.

Nuvem privada na pequena empresa

Porém, com a maior disponibilidade de provedores de serviços e a redução dos custos de tecnologias de ponta como a virtualização, clustering, sistemas de armazenamento, linhas de comunicação e a escalabilidade de servidores, esse cenário está gradativamente sendo alterado.

A chegada dos storages NAS de baixo custo facilitaram a criação de nuvens privadas de armazenamento dentro das pequenas empresas, disponibilizando um sistema simples para armazenar e compartilhar dados não estruturados via rede, como pastas e arquivos através do acesso remoto via internet.

Quer compartilhar pastas e arquivos em rede de forma segura? Use um storage NAS

Além disso, esses sistemas de armazenamento também possuem aplicativos para a implementação de um servidor VPN, facilitando o acesso aos softwares administrativos locais baseado em Windows e SQL via internet, sem a necessidade da compra de um serviço de nuvem corporativo ou a migração de todo o sistema legado.

Como criar uma nuvem privada de dados?

Grandes corporações como Amazon (AWS), Google (Google Cloud) e Microsoft (Azure) são alguns dos exemplos de empresas que oferecem a locação de espaços dentro de seus datacenters, sendo capazes de hospedar e executar as mais diversas aplicações em ambientes virtuais exclusivos.

O problema mais agudo dentro das empresas ao contratar uma nuvem privada é o custo mensal associado. Além disso, nem sempre os contratos correspondem as expectativas dos administradores e nem tudo é um mar de rosas no processo de implantação.

O serviço de nuvem privada tem como premissa permitir que as empresas executem suas aplicações, armazenem e compartilhem dados via web, por meio de um ambiente computacional privado e seguro. O problema é que nem todas as aplicações legadas permitem uma migração simples para a nuvem.

Dúvidas? Fale com nosso especialista!

Quais são os pontos que devem ser analisados ao criar uma nuvem?

Não é complicado criar uma nuvem privada para armazenar e compartilhar arquivos via web. Nesses casos um storage NAS já resolve o problema. Entretanto, quando tratamos de migrar ambientes corporativos com diversas aplicações complexas funcionando, criar uma nuvem privada exige cuidados.

Antes de ir adiante com a contratação de um serviço, a compra de um equipamento ou a otimização da infraestrutura interna para a computação em nuvem, o administrador de TI deve analisar e contornar as seguintes demandas:

1- Quais são as aplicações que serão transferidas para a nuvem?
2- Qual será o processamento exigido?
3- A plataforma escolhida permite customizações?
4- Qual espaço de armazenamento será necessário?
5- A infraestrutura e rede de comunicação está preparada?
6- O sistema necessitará de expansões?
7- A plataforma contratada ou equipamento é escalável?
8- Os dados estarão realmente seguros?
9- A disponibilidade (tolerância a falhas) é condizente com o projeto?
10- O firewall, backup e sistema para recuperação de desastres foram testados?
11- O custo projetado do sistema está dentro do orçamento?

Melhores Storages Rackmount

Quais são as vantagens e desvantagens de usar a nuvem pública?

Contratar serviços de nuvem pública pode trazer algumas vantagens para qualquer organização, como a redução de investimento em novos servidores e softwares, pagamento sob demanda e escalabilidade sempre disponível, além de dispensar o custo de especialistas internos para manter o sistema funcionando.

O contraponto fica por conta de riscos como a privacidade de manter informações corporativas fora da empresa. Além disso, a falta de controle do ambiente também é um risco, já que sofrer a interrupção dos serviços sem aviso sempre é possível.

Outros desafios são a necessidade de gerenciar os custos, as incertezas relacionadas ao crescimento das tarifas, a qualidade dos serviços oferecidos

Quando comparada com criar uma nuvem privada própria, a nuvem pública acaba sendo uma opção menos interessante, pois diminui a personalização e a flexibilidade na implementação dos serviços.

O armazenamento em nuvem nas pequenas empresas

O armazenamento em nuvem nas pequenas empresas

Ao associarmos as preocupações citadas com as facilidades de montar uma solução de armazenamento em nuvem através de um NAS, a decisão quase sempre pende para a segunda opção.

Manter todos os dados sempre ao alcance, de forma segura e sem a preocupação com mensalidades ainda é uma forma segura de conduzir o negócio.

Muitas empresas que foram para nuvem e tiveram dissabores estão retornando suas aplicações para ambientes locais, mais controlados, baratos e com gerenciamento mais transparente.

Além disso, a melhora nas ferramentas para sistemas de cloud computing e a redução nos preços de servidores e storages tem facilitado muito a implantação de redes corporativas próprias.

Traga seu projeto e tire suas dúvidas. Temos o melhor sistema de armazenamento para criar sua nuvem privada de arquivos.

Junte-se a mais de 40.000 Pessoas e Conheca as Novidades do Mundo: Armazenamento de dados!

Armazenamento de dados

Tudo o que você precisa saber sobre soluções de Armazenamento de dados.

Armazenamento: Mais espaço para guardar e manter os dados

Armazenamento: Mais espaço para guardar e manter os dados

Procurando mais espaço para armazenamento de dados? Fale conosco, somos especialistas em sistemas de disco e temos a solução certa para sua empresa.

Personal Cloud Storages, informações em tempo real.

Personal Cloud Storages, informações em tempo real.

Como manter sempre nossas informações seguras e sempre online via internet? A solução pode ser adquirir um storage NAS, saiba mais aqui.

O que é um Storage de alta disponibilidade (HA)?

O que é um Storage de alta disponibilidade (HA)?

O que é um Storage de alta disponibilidade (HA)? Conheça nossas soluções resistentes a falhas de hardware, software e energia e não perca mais dados.

WhatsApp