Atendimento por WhatsApp

Montar um computador PC para servidor é um bom negócio?

Informações crescentes, orçamento curto e a necessidade de expansão da infraestrutura de TI. Esse cenário é bem conhecido para a maioria das empresas brasileiras, seja ela um pequeno escritório ou grande data center com centenas de servidores.

Com orçamentos apertados e pouca experiência, pequenas e médias empresas podem facilmente ser seduzidas por um computador montado, transformando um "Frankeinstein" num servidor corporativo.

Um computador montado pode ser usado como servidor?

Empresas como a Asus, Dell, Lenovo e HP investem milhões de dólares em pesquisa todos os anos, principalmente em sua linha de servidores.

Para empresas sem cultura de TI, servidores são apenas computadores comuns que atendem centenas ou milhares de requisições, executam vários programas e são o elemento central de redes LAN/WAN.

Apesar de parecidos fisicamente, os componentes e softwares usados em servidores corporativos não são os mesmos que equipam os computadores PC do tipo desktop.

Conheça a linha de servidores Asus

Por isso, usar um computador tipo PC como servidor para uma empresa também significa renunciar a todos esses investimentos, que desenvolveram tecnologias aprimoradas por anos para entregar mais segurança e performance as redes corporativas.

Além disso, comprar ou montar um servidor novo com peças de um PC desktop também significa abrir mão de qualidade e correr riscos com a interrupção dos serviços, uma vez que computadores pessoais não suportam trabalho contínuo.

Quais são as diferenças entre um PC e um servidor?

Processadores, placas-mãe, memórias e hard disks que equipam servidores e computadores pessoais são todos muito parecidos ao usuário leigo, porém possuem diferenças técnicas que farão a diferença durante sua vida útil.

Aspectos como segurança, durabilidade, funcionamento e performance são preocupações de qualquer fabricante, porém quase nunca são considerações relevantes para quem trabalha com máquinas montadas.

Enquanto um computador pessoal geralmente é equipado com processador i3, i5, i7 ou i9, servidores utilizam processadores mais robustos, como a linha de CPUs Intel Xeon.

Os processadores para servidores

Processadores da família Core podem até serem mais rápidos que alguns Xeons, porém foram desenvolvidos para aplicações domésticas, não suportam muitos dispositivos PCie e possuem uma quantidade menor de núcleos e threads.

Um processador Core Intel utilizado em servidores que funcionam em ambientes 24x7 tem sua vida útil muito reduzida, pois não foram desenvolvidos para ambientes multiusuário de trabalho intenso.

Mesmo que a ideia seja usar o melhor processador para computadores desktop, ainda sim as CPUs para servidor oferecerão mais recursos profissionais para sua empresa, como o suporte a memórias ECC, virtualização e criptografia AES.

Processadores para servidores

Servidores são preparados para receber memórias mais rápidas, hard disks mais seguros e que podem trabalhar em ambientes com maior vibração e calor.

A equação é simples: Quanto maior for o volume de processamento e o valor das informações, maior será a necessidade em investir num servidor robusto e a responsabilidade em manter o sistema sempre funcionando.

Hard disks corporativos

Qualquer servidor precisa de backup. Servidores de classe empresarial possuem ainda recursos extras para a proteção de dados como a possibilidade de montar arranjo de discos.

Mesmo que um computador do tipo PC possua a capacidade de montar um arranjo RAID 0 ou 1, não são todos os hard disks que funcionarão bem nessas situações.

A maioria dos computadores desktop possuem discos SATA que não funcionam em ambientes multi-drive. Mesmo assim, alguns integradores ignoram essa regra e simplesmente adicionam novos drives ao sistema.

Adicionar hard disks a um computador doméstico já é um assunto que exige cuidado, mas pode se transformar numa verdadeira bomba relógio quando o assunto são servidores.

Crie uma nuvem privada de dados com um NAS

Servidores baratos não entregam hard disks profissionais

Apesar da Seagate e Western Digital possuírem discos voltados para servidores, mesmo grandes fabricantes quase nunca entregam esses equipamentos em seus servidores de entrada.

Como a maioria das pequenas empresas possui um sistema de backup externo, a ideia dessas empresas é sempre reduzir custos dos servidores para o usuário final.

Isso implica que ao comprar um servidor barato, o comprador irá renunciar à recursos de segurança como montar arranjos de discos ou ainda conviver com um arranjo instável e sujeito a perda de dados.

Gabinetes, portas de rede e possibilidade de expansão

Enquanto PCs domésticos possuem gabinetes desktop equipados com apenas uma fonte de alimentação, servidores podem ter gabinetes rackmount e fontes de alimentação redundantes.

Essas características possibilitam a instalação dos equipamentos em racks apropriados, que facilitam a manutenção e permitem mais segurança contra falhas.

Fontes de alimentação e hard disks são os componentes que mais apresentam problemas, por isso ter a redundância dessas peças minimiza muito o risco de interrupção dos serviços.

Além disso, enquanto um PC doméstico possui apenas uma porta de rede de baixa velocidade, enquanto a maioria dos servidores honestos possuem pelo menos duas portas para conexão LAN.

Essas portas também fornecem mais redundância ao sistema, pois podem ser conectadas simultaneamente ao roteador ou switch, mantendo a conexão do servidor ativa mesmo que uma das portas falhe.

Conheça a linha de servidores Asus

Um servidor para cada empresa

Servidores custam caro. Saber exatamente quais serão as aplicações e softwares executados no novo servidor é uma ótima ajuda para que os profissionais envolvidos dimensionem corretamente o equipamento.

Por outro lado, nem sempre alguns equipamentos ofertados possuem todos os requisitos necessários para suprir necessidades as específicas de todos os projetos.

Muitas vezes, antes de comprar, consultar um especialista pode ajudar a montar uma configuração que atende cada demanda.

Alguns pré-requisitos como compatibilidade com as aplicações, capacidade de armazenamento, velocidade em IOPS (informações processadas por segundo) e nível de disponibilidade são importantes e devem ser dimensionadas previamente.

Outras características técnicas como o espaço livre no gabinete (desktop ou rack), a redundância necessária de hardware, a escalabilidade, níveis de arranjos RAID e o número de interfaces de rede necessárias também devem ser dimensionadas antes da compra.

Como esse tipo de solução é composta por hardware, software e serviços agregados, sempre que possível, verifique a idoneidade do fornecedor e teste os aplicativos que serão implementados.

Muitos fabricantes disponibilizam ferramentas para implementar serviços de nuvem, sistemas de backup, sincronização e replicação de dados em tempo real com outros servidores.

Esses serviços, bem como a escalabilidade (capacidade de crescer conforme a necessidade), disponibilidade e as ferramentas disponíveis para o gerenciamento do sistema também merecem ser previamente verificados.

Dúvidas? Fale com nosso especialista!

Computadores desktop custam menos, mas não são servidores

Apesar da constatação obvia, usar computadores desktop do tipo PC como servidores ainda é uma prática comum dentro de pequenas e médias empresas.

Constatar os problemas ao investir menos ao comprar um PC superdimensionado ou um servidor montado contra o ganho real que envolve o investimento em um servidor corporativo nem sempre acontece no primeiro momento.

Computadores domésticos ou servidores montados sem critério podem até atender uma rede local durante algum tempo, porém nunca serão a alternativa mais segura para manter a empresa sempre funcionando e os dados sempre disponíveis.

A garantia e Pós-Venda

Da mesma forma que usar um computador PC como servidor é desaconselhável, comprar um servidor de marca desconhecida e sem suporte técnico também pode ser uma experiência com consequências sinistras.

Assim como as características técnicas do equipamento, a política e opções de garantia, a capacidade de atendimento do fornecedor e as coberturas envolvidas devem ser verificadas antes de qualquer decisão de compra.

O maior custo de um servidor ou storage sempre está associado as informações armazenadas e o tempo de inatividade da operação, por isso correr riscos desnecessários pode custar caro em qualquer tipo de empresa.

Garantia e pós venda

Procure sempre fornecedores que possuam suporte técnico especializado, sejam conhecidos no mercado e que preferencialmente possuam opções na venda de serviços como garantia estendida.

Os servidores de alta disponibilidade

Além da preocupação com o hardware, servidores geralmente possuem uma série de ferramentas para que as informações sejam mantidas em segurança, como sistemas de backup automático e replicação de dados em tempo real.

Ao entrarmos no mundo dos datacenters, encontraremos servidores de alta disponibilidade e com zero ponto de falhas, equipados com placas lógicas, processadores, softwares e sistemas de discos redundantes.

Muitos desses ambientes utilizam a virtualização, que monitora as atividades do servidor principal para entrar em ação em caso de imprevistos. Caso um dos recursos físicos falhe, o software direciona as tarefas para outro servidor de forma imperceptível aos usuários (alta disponibilidade).

Fabricantes como a Asus entregam milhares de soluções mensalmente, que envolvem desde pequenos servidores locais até grandes soluções virtualizadas e clusterizadas para grandes data centers.

Computador ou servidor?

Caso a ideia seja montar um computador para servidor da empresa, lembre-se que manter dados importantes sempre online, seguros e com serviços disponíveis vale mais do que qualquer aventura com hardware sujeito a falhas.

Apesar de confiáveis, nossos computadores pessoais não são projetados para manter dados importantes de uma empresa. Comprar um servidor Intel com processadores Xeon fabricado pela Asus é sempre uma decisão segura e que traz bons resultados.

Traga seu projeto e tire suas dúvidas. Somos distribuidores autorizados Asus, Seagate, Western Digital, Qnap e especialistas em servidores e sistemas para o armazenamento de dados.

Fale com nosso especialista!
Ligue: (11) 3475-5000

Servidores

Tudo o que você precisa saber sobre soluções de Servidores.

iSCSI ou Fibre Channel (FC) - Qual a melhor SAN?
iSCSI ou Fibre Channel (FC) - Qual a melhor SAN?

Conheça as diferenças entre iSCSI e Fibre Channel e suas vantagens e desvantagens ao montar a melhor SAN para pequenas e médias empresas.

7 erros mais comuns ao comprar um sistema de armazenamento
7 erros mais comuns ao comprar um sistema de armazenamento

Saiba como evitar os erros mais comuns antes de adquirir um servidor ou storage. Confira aqui algumas dicas para facilitar esse processo de compras.

Qual storage comprar, NAS ou DAS?
Qual storage comprar, NAS ou DAS?

Saiba quais são as principais diferenças entre os sistemas de armazenamento NAS ou DAS e escolha qual atende suas necessidades.