Atendimento por WhatsApp

Vai comprar um novo servidor? O preço não é o mais importante!

Comprar um servidor não é uma tarefa simples. Empresas como Asus, Dell, Lenovo e HP inundam o mercado todos os anos com novos servidores.

Além disso, fabricantes menores também disputam ferozmente esse espaço, apresentando preços que geralmente causam mais dúvidas do que certezas na hora da compra.

Esses equipamentos são cruciais para o cotidiano de qualquer empresa, pois são os responsáveis em processar e armazenar dados corporativos importantes.

Como ficar apenas um dia sem o servidor pode ser um desastre e a eventual perda de dados importantes uma catástrofe, a relação custo-benefício dessa equação é um dos pontos sensíveis para a tomada de decisão.

O preço é bom, mas o servidor atende as necessidades da empresa?

Bom preço é sempre um grande atrativo quando vamos as compras, porém adquirir um servidor que não suporta as aplicações da empresa ou que não entrega a performance necessária é um grande erro.

Com a grande variedade de equipamentos disponíveis, escolher um servidor físico pode ser uma tarefa desgastante.

Diversas marcas e modelos de servidores de rede inundam o mercado e alguns até apresentam preços interessantes, porém métricas objetivas devem ser ponderadas antes de comprar um servidor.

Conheça a linha de servidores Asus

A identificação do melhor servidor para cada necessidade

Como simplificar o processo e comprar o servidor certo? Essa é a pergunta que usuários iniciantes fazem com frequência.

Estabelecemos abaixo perguntas que podem simplificar o processo na hora da compra.

Antes de começar a buscar preço, tenha em mãos algumas informações importantes sobre o novo servidor:

Qual será a aplicação do sistema dentro da empresa?

O equipamento irá apenas substituir um equipamento que precisa ser aposentado ou irá executar uma nova aplicação?

Simplesmente substituir equipamentos antigos que precisam ser aposentados por novos não é difícil. Basta relacionar os softwares que estão em execução, fazer backup de tudo e restaurar o ambiente no novo servidor.

Caso o servidor seja para novas aplicações ou haja mudanças de software, certifique-se que a configuração a ser comprada atende os requisitos mínimos de compatibilidade com o novo sistema.

Uma boa prática para pequenas e médias empresas é a aquisição através de programas como POC (proof of concept) ou try-n-buy, que permitem teste prévio do equipamento sem o desembolso antecipado.

A redundância de hardware é necessária para o projeto em questão?

Servidores redundantes não são baratos. Os preços de servidores sobem a medida em que o nível de disponibilidade aumenta.

Sistemas com controladoras, processadores e discos redundantes sempre custarão mais caros que servidores de entrada, porém também adicionarão segurança extra ao ambiente.

Economizar nessa hora pode custar caro em pouco tempo. Lembre-se que o maior custo de uma solução está relacionado com a importância da aplicação e do custo na eventual interrupção das operações.

Renunciar a maior redundância pela economia, adotar servidores montados por terceiros ou comprar equipamentos subdimensionados pode causar grandes estragos no ambiente corporativo.

Comprar servidores ou storages apenas por preço pode ser desastroso, principalmente quando empresas que dependem do sistema tem serviços importantes interrompidos ou há perda de dados.

Conheça a linha de servidores Asus

O novo servidor é escalável?

Ao implantarmos novos serviços, nem sempre é possível dimensionar corretamente o tamanho do ambiente. Graças a virtualização, adicionar mais servidores a infraestrutura de TI já não é uma situação tão tenebrosa.

Porém, quando falamos servidores físicos que exercerão atividades específicas, vale a pena lembrar que investir em um hardware superdimensionado é pagar mais por recursos desnecessários.

O preço de um servidor nem sempre é maior por ser expansível, mas esse recurso é bem-vindo, pois sistemas sem esse recurso acabam exigindo novas aquisições sem justificativa.

Um bom sistema scale-up oferece plataforma aberta, isto é, suporta expansões não proprietárias e que são facilmente substituídas caso necessário.

Sistema scale-up

Alguns fabricantes oferecem preços competitivos em seus servidores, mas cobram tarifas premium quando o assunto é expansão.

Hard disks, memórias e outras placas proprietárias muitas vezes são difíceis de achar e custam mais caro que periféricos de mercado.

Certifique-se que o hardware do servidor foi dimensionado corretamente, que o sistema permite expansões e suportará as aplicações envolvidas sem dificuldades.

O preço do novo servidor contempla suporte e serviços?

Comprar um servidor não é apenas adicionar outro computador a rede local, principalmente em ambientes com baixa cultura de TI.

Pequenas e médias empresas dependem desses sistemas, por isso comprar um servidor sem pensar nos serviços envolvidos é novamente correr riscos desnecessários.

Fuja de lojas de departamentos, grandes market places, pequenos integradores e sites desconhecidos.

Mesmo que o preço do servidor seja competitivo, comprar um equipamento que centralizará todas as informações da empresa sem uma pesquisa prévia é o mesmo que entregar a chave do carro para um desconhecido.

Verifique se a compra do equipamento inclui serviços como instalação, suporte e garantia. Muitas empresas vendem soluções montadas que custam mais barato, mas não incluem nenhum tipo de suporte.

Dúvidas? Fale com nosso especialista!

O checklist de hardware

Identificada a necessidade (aplicação), redundância, capacidade de expansão e serviços, vale a pena fazer um checklist de hardware do novo servidor.

O hardware do servidor

1. Processador: O processador é o principal componente de um servidor. Ele é um dos responsáveis pela performance do sistema e quantos programas poderão ser executados.

Processadores velozes são mais caros, mas nem sempre são indicados para aplicações corporativas. Cada aplicação faz um tipo de uso da CPU, por isso vale a pena conhecer as diferenças entre frequência, núcleos e threads.

Fabricantes como a Intel possuem processadores uso exclusivo em servidores, porém muitos integradores improvisam e usam processadores de uso doméstico em equipamentos corporativos.

Isso geralmente significa menor vida útil da solução, instabilidade de funcionamento da rede e interrupções nos serviços.

2. Memória RAM: Em conjunto com o processador, as memórias que são as co-responsáveis pela velocidade de processamento do servidor. Quanto mais memória, melhor.

Um dos maiores equívocos ao comprar memória é que todas as memórias são iguais. Na realidade, os módulos de memória (DIMMs) são feitos e montados por vários fabricantes.

Devido à competição acirrada, alguns desses fornecedores simplificam seus processos de fabricação para economizar tempo e custos, o que também pode resultar em memória com diferentes níveis de qualidade.

Por trabalharem em conjunto com o processador, as memórias mais rápidas e seguras exigem processadores mais caros.

A compatibilidade entre componentes como placa-mãe, processador e memórias é que entrega equilíbrio e garante o bom funcionamento do sistema.

Além disso, memórias para servidores possuem recursos corporativos como a correção de erro (ECC), que proporciona maior segurança ao processamento e dados armazenados.

3. Slots PCIe: Essas conexões são as responsáveis por permitir a instalação de novos dispositivos no sistema, como por exemplo memórias SSD ou controladoras de disco de alta velocidade.

4. Hard disks: Muitos servidores permitem a instalação de um ou mais hard disks, dispensando o uso de storages externos.

Hard disks de baixa velocidade podem comprometer a performance do equipamento, por isso vale a pena investir em discos corporativos e memórias flash.

Arranjos de discos em servidores híbridos podem conter hard disks SAS e memórias SSD, melhorando a performance do sistema sem grandes investimentos adicionais.

Hard Disks

5. Portas LAN: Um servidor geralmente é um sistema que precisa ser conectado a uma rede corporativa, por isso precisa possuir várias portas LAN disponíveis.

Além disso, servidores corporativos são equipados com portas de rede de alta velocidade e redundantes, capazes de manter o sistema funcionando mesmo que haja problema na porta do roteador ou em um dos cabos.

6. Fontes e outras conexões: Hard disks e fontes de alimentação são os componentes que mais falham. Para melhorar a confiabilidade do sistema, procure comprar um servidor com fonte redundante.

Apesar de possuir um preço maior, utilizar fontes de boa qualidade com redundância com certeza garantem mais segurança ao ambiente e continuidade dos serviços.

O valor real de um servidor

O valor de um servidor físico deve ser mensurado pelos eventuais problemas apresentados no decorrer de sua vida útil, pois são equipamentos fundamentais para o bom funcionamento de qualquer organização.

Servidores corporativos podem ser equipados com processadores poderosos, ter dezenas de HDs e SSDs trabalhando em conjunto no mesmo sistema, gerando vibração e calor 24 horas por dia.

Fabricantes como a Asus investem milhões para que seus servidores funcionem de forma ininterrupta, sem improvisos ou integrações com componentes de baixa qualidade.

O valor de um servidor está associado ao seu funcionamento, confiabilidade e capacidade para a continuidade dos serviços. Por ser um fornecedor de classe mundial, a Asus consegue escala na fabricação de seus servidores, e está reduzindo constantemente o preço de seus servidores e computadores.

Com isso, servidores de alta disponibilidade, até alguns anos com custos impensáveis para pequenas e médias empresas, já podem ser adquiridos por um preço razoável, entregando a performance de equipamentos realmente corporativos em servidores entry-level.

Quer compartilhar pastas e arquivos em rede de forma segura? Use um storage NAS

Redundância, recuperação de desastres e escalabilidade

Alguns equipamentos de baixo custo nem sempre atendem requisitos básicos necessários para a continuidade de negócios.

Comprar um servidor montado, seja ele rackmount ou desktop (torre), geralmente significa não se atentar a características importantes de hardware e software.

O esperado de qualquer servidor é possuir recursos condizentes com a importância dos dados armazenados, como a habilidade de montar e gerenciar arranjos de discos (RAID).

Além disso, é desejável que qualquer servidor de rede possua gavetas removíveis para discos rígidos, permitindo substituir discos defeituosos sem a necessidade de desligar o equipamento.

Acredite, discos rígidos corporativos possuem uma vida útil média de 5 anos, por isso baias de hard disks hot swap serão úteis no médio prazo.

Preço não é tudo ao comprar um novo servidor

Ao analisar preços de cada equipamento, é importante enumerar recursos úteis de hardware e software integrados ao produto para uma ter uma visão melhor do valor agregado ao sistema.

O preço do servidor deve ser calculado com cuidado, pois o real valor dessa solução é manter informações seguras e a capacidade na continuidade dos negócios por quem usa, seja uma pequena empresa ou um grande data center.

Como os serviços de garantia ofertados só poderão ser validados em caso de problemas, antes de comprar um servidor, busque informações sobre o possível fornecedor em sites como o "reclame aqui", blogs e redes sociais.

Consulte também outros clientes que usam o equipamento, verificando métricas como a velocidade de atendimento e a qualidade do serviço prestado.

Outras métricas subjetivas como atendimento pré-vendas, segurança no atendimento, reputação do fornecedor e do produto ofertado abrem um leque quase infinito de possibilidades a serem consideradas.

A Asus possui servidores escaláveis, que podem facilmente "crescer" caso haja aumento na necessidade de armazenamento.

A ControleNet dispõe de especialistas que podem validar as decisões de compra por modelos pré-estabelecidos, distribuindo marcas líderes de mercado com Asus, Qnap, Seagate, Synology e Western Digital.

Fale com nosso especialista!
Ligue: (11) 3475-5000

Servidores

Tudo o que você precisa saber sobre soluções de Servidores.

Montar um computador PC para servidor é um bom negócio?
Montar um computador PC para servidor é um bom negócio?

Montar um computador PC para servidor é um bom negócio?

NAS para Backup
NAS para Backup

NAS para backup é seguro? Conheça as vantagens de usar um servidor de backup usando um NAS Qnap e saiba como manter os dados de sua empresa seguros.

Qual storage comprar, NAS ou DAS?
Qual storage comprar, NAS ou DAS?

Saiba quais são as principais diferenças entre os sistemas de armazenamento NAS ou DAS e escolha qual atende suas necessidades.