NAS para backup: As vantagens de um servidor de backup em disco

As vantagens de um servidor de backup em disco

Tape libraries e outros sistemas de fita já foram muito populares dentro de grandes estruturas de TI, provendo backup para grandes bases de dados a custos realmente competitivos.

Com a evolução da tecnologia e a redução de preço dos hard disks, os storages NAS dominaram esse mercado e estão incorporando ótimas soluções para manter dados de empresas e residências sempre protegidos.

HDs externos e fitas não são seguros

Hard disks externos podem até fazer backup dos dados de uma residência ou pequeno escritório. Mas precisamos de ferramentas mais poderosas para fazer a cópia automática e simultânea de vários servidores e computadores.

Sistemas de backup em fita como DLT ou LTO são mais baratos, mas não são tão confiáveis como hard disks, além de tomarem tempo para a restauração de dados e exigirem cuidados na armazenagem.

Como infraestruturas de TI corporativas exigem soluções de backup confiáveis, seguras e fáceis de gerenciar, os servidores NAS ganharam espaço nesse mercado e são ótimas ferramentas para quem precisa manter dados sempre disponíveis e online.

Os Melhores storages para backup

Algumas vantagens de fazer backup em NAS

Armazenamento fácil - A maioria dos storages NAS são fáceis de instalar, oferecem grande capacidade de armazenamento e utilizam espaços físicos relativamente pequenos.

Velocidade - Servidores de backup baseados em hard disks permitem acesso direto aos dados. Isso significa diminuir o tempo de interrupção em caso de desastre gastos com demorados processos de restauração de dados.

Flexibilidade – Por ser um sistema conectado à rede LAN, além de backup, um NAS também pode ter outras atribuições, como ser um servidor de arquivos para vários dispositivos da rede local.

Confiabilidade - Alguns NAS possuem componentes redundantes para funcionamento contínuo, mesmo que parte do hardware do sistema apresente falhas. Até um pequeno NAS doméstico com discos configurados em RAID oferece segurança e manter os dados armazenados por anos.

Disponibilidade - Por possuir sistema operacional próprio, um servidor NAS funciona de forma autônoma, e continua disponível mesmo quando todos os computadores estão desligados.

Replicação de dados – Os sistemas de armazenamento em rede permitem fácil replicação de dados, possibilitando armazenamento físico off-site, na nuvem ou em outros locais físicos como filiais.

Escalabilidade – Sistemas de disco são como os NAS Qnap são altamente escaláveis. Praticamente todos os modelos suportam módulos de expansão do tipo JBOD. Além disso, todos esses sistemas permitem que os hard disks sejam substituídos por novos de maior capacidade caso necessário.

O fim do backup em fita

O fim do backup em fita

Sistemas de backup como tapes drives sempre exigem algum tempo para restaurar o ambiente e recuperar os dados, pois as fitas não oferecem acesso direto aos usuários. Isso significa tempo de inatividade e prejuízo para a empresa.

A vida útil estimada de um cartucho é de 20 anos, porém fatores como a umidade e temperatura podem causar sérios problemas na recuperação dos dados desses sistemas.

Backups incrementais que exigem muitas fitas sofrem com esse problema. Assim, recuperar dados de um único backup contido em várias fitas pode ser complicado.

Apesar dos cartuchos LTO suportarem impacto e resistirem a danos físicos, esses sistemas também sofrem desgaste gradual devido ao uso.

Um NAS, por sua vez, é um dispositivo dotado de diversas ferramentas automáticas que fazem a verificação de seus componentes, enviando mensagens automáticas para os administradores em caso de problemas de hardware.

Backup 3-2-1 implementado em NAS e na nuvem

Ter todo o backup na empresa somente num NAS também não é a forma mais segura de proteger suas informações.

A estratégia de backup 3-2-1 é ótima para montar processos seguros contra a perda de dados. A ideia é ter três cópias dos dados, onde duas são gravadas em mídias diferentes e uma cópia é armazenada fora da empresa.

O fato de manter cópias atualizadas em diferentes equipamentos e um backup fora do ambiente de trabalho diminuem muito o risco de perda de dados.

Uma forma simples de implementar essa estratégia é ter um servidor de backup primário (NAS), mídias removíveis como fitas, HDs externos ou mídias ópticas como backup secundário e sincronizar os dados com um serviço de backup na nuvem.

Crie uma nuvem privada de dados com um NAS

Só backup na nuvem não resolve

O backup em nuvem tem sido vendido como a melhor solução primária de backup para todos os usuários.

Manter dados em grandes datacenters também tem suas desvantagens, principalmente para empresas que usam aplicações fora da nuvem.

Nem todas as organizações possuem linhas de transmissão que possam fazer download da base de dados em poucos minutos.

Isso significa tempo de inatividade para a restauração do ambiente. Esse é o problema mais sério, porém não é o único.

O custo mensal do provedor de nuvem sempre é mais uma preocupação e ter que negociar contratos anuais é difícil em qualquer circunstância.

Manter seu backup principal num datacenter de terceiros é estar sujeito a renegociações complicadas e custos crescentes.

Fora as mensalidades, problemas como falta de controle sobre o ambiente, privacidade dos dados e segurança da informação são apenas mais pontos que devem ser considerados.

Um NAS como servidor de backup

Um NAS como servidor de backup

Os NAS Qnap são fáceis de instalar. Com apenas uma porta de rede padrão ethernet disponível é possível incluir um servidor NAS a qualquer rede LAN.

Isso significa adicionar grandes volumes de armazenamento à infraestrutura de TI em minutos, visíveis para qualquer computador conectado à rede. Assim, um NAS pode ser implementado como servidor de backup de forma instantânea e sem nenhuma dificuldade.

Além disso, um sistema de armazenamento em rede entrega acesso direto aos dados, permite a criação de múltiplos volumes, configurar áreas compartilhadas, pastas ou volumes inteiros para apenas alguns grupos de usuários.

Como os dados em disco estão sempre online, eventuais upgrades ou mudança nos servidores ou qualquer estação de trabalho não necessita de acionadores, fitas ou trabalho manual.

Basta mapear um novo volume e transferir as informações via rede.

Dúvidas? Fale com nosso especialista!

O backup de cara nova

A replicação de dados automática permite espelhar dados entre diversos discos para evitar falha de hardware.

Além disso, o acesso as informações podem ser protegidas por privilégios, autenticação via login e senha, restrição de acesso por IP, criptografia, VPNs e outras ferramentas.

Qnap NAS, acesso seguro via VPN

O controle de versões e incremento da base de dados no decorrer do tempo, a limpeza automática e a possibilidade de replicação das informações vitais para outros sites também são soluções mais simples quando usamos um servidor de backup em disco.

Um storage NAS permite manter as cópias de segurança longe da área de produção. Isso significa que os dados sempre estarão seguros, mesmo que o ambiente principal seja comprometido.

Um NAS permite também que grande quantidade de informações seja transportada, caso haja necessidade de migrar dados para outra instalação física ou implementar ambientes em outras instalações.

Mesmo que o ambiente principal possua conectividade de rede externa para um local secundário, sempre será mais fácil transportar o equipamento para grandes transferências do que tentar fazer a transmissão via link de dados.

Backup em NAS é seguro?

Analisando pelo ponto de vista da segurança, a facilidade de transportar dispositivos como HDs externos e fitas com dados de backup para outros locais também deve ser considerada como falha no sistema.

Um funcionário mal-intencionado pode facilmente sair com as fitas contendo dados confidenciais, sendo que a mesma situação é menos provável de ocorrer com sistemas em disco.

Um NAS é menos suscetível a esse tipo de problema, pois pode ser instalado em locais apropriados ou mesmo fora da empresa.

Instalar um NAS com matrizes RAID para servidor de backup pode até custar mais caro, porém aumentam muito a segurança do sistema.

NAS Qnap RAID

Esses arranjos geralmente são monitorados por software, avisando o administrador da rede em caso de falha do sistema.

Roubar dados de um arranjo de disco envolve transferir dados para outro meio de armazenamento e isso leva tempo e exige conhecimento.

Por outro lado, furtar dispositivos móveis como discos ou fitas de backup permite o acesso rápido e imediato aos dados armazenados.

Um NAS para backup Qnap permite ainda que usuários que necessitam mais proteção implementem a criptografia de dados, tornando o processo ainda mais seguro.

Conheça a linha de storages Seagate

A decisão: Como fazer backup da minha empresa?

Para decidir se um NAS é a melhor opção como um servidor de backup, considere se é necessário fazer uma cópia completa dos dados da empresa regularmente.

Calcule o tempo utilizado hoje para atualizar seus sistemas, bases de dados e a necessidade de manter cópias físicas do backup.

Além disso, o custo de interrupção dos serviços em caso de falhas é um ótimo indicador sobre a necessidade de investimento no novo servidor.

O ponto mais importante desse assunto é propor uma real proteção aos dados, com o menor impacto para a empresa e menor tempo de recuperação possível.

Por isso a recomendação é sempre estressar o modelo, buscando os possíveis pontos de falha e como otimizar o modelo.

Para um plano de backup realmente robusto, a sugestão é simular periodicamente a restauração dos dados de produção, registrando o tempo parado (downtime) e analisando os resultados.

Traga seu projeto e tire suas dúvidas. A ControleNet tem o sistema de armazenamento que você precisa para manter seu backup seguro.

Junte-se a mais de 40.000 Pessoas e Conheca as Novidades do Mundo: Armazenamento de dados!

Armazenamento de dados

Tudo o que você precisa saber sobre soluções de Armazenamento de dados.

WhatsApp