Servidor de aplicação lento? Saiba como melhorar a performance do sistema

Servidor de aplicação lento?

Problemas no desempenho do servidor reduzem a produtividade. Um servidor sobrecarregado pode demorar para atender as requisições de usuários, tornar o ambiente instável ou até mesmo interromper alguns serviços.

A melhor forma de resolver isso é fazer uma auditoria no sistema para localizar o problema.

Por que os servidores ficam lentos?

Nada acontece sem motivo. Um servidor lento é resultado de alguma alteração no ambiente, seja mudanças no hardware, software, infraestrutura de rede ou sistemas de comunicação.

Negligenciar a mudança de performance pode mascarar problemas mais sérios, como arranjos de discos sem espaço, falhas em hard disks que precisam ser substituídos ou atualizações de software mal sucedidas.

Grandes datacenters possuem ferramentas de gerenciamento que informam o desempenho de seus servidores e das respectivas aplicações, porém a maioria das pequenas e médias empresas não investe nesse tipo de prevenção.

Softwares como o Zabbix, Lansweeper ou Spiceworks podem ajudar muito, porém uma boa prática para melhorar a performance de um servidor sempre começa pelo básico.

Conheça a linha de storages all flash Seagate

Quais são as causas comuns dos problemas de desempenho de um servidor?

Comprar um servidor de aplicação ou de armazenamento subdimensionado é ter a certeza de enfrentar problemas de performance.

Além disso, servidores que recebem novas aplicações todos os dias também não entregarão bons resultados para sempre.

O problema toma dimensões maiores quando um servidor que estava funcionando normalmente começa apresentar problemas sem nenhum motivo aparente.

Abaixo relacionamos os principais motivos de lentidão de um servidor ou sistema de armazenamento.

Enterprise storages Qnap

Problemas de Hardware

O hardware do sistema geralmente é o maior responsável por mudanças de performance não identificada. Alguns componentes físicos do servidor como a CPU, memória, disco e adaptadores de rede podem falhar.

O componente que é o maior causador de problemas de performance em servidores ou storages são os hard disks que compõe o sistema.

Por utilizarem partes mecânicas móveis e utilizarem um processo eletromagnético de gravação e leitura dos dados, os discos rígidos de servidores e storages estão mais sujeitos a falhas e sempre são os principais suspeitos quando temos queda de performance em nossos sistemas.

Problemas de hardware

Os hard disks dos servidores

Serviços importantes podem simplesmente parar de funcionar caso o hard disk do servidor esteja cheio. Sistemas operacionais e softwares sempre precisam de capacidade de armazenamento livre nos servidores para criar e trabalhar com arquivos temporários.

Um servidor que utiliza 90% de sua capacidade de disco sempre terá sua performance comprometida. Hard disks ou matrizes de armazenamento (RAID) devem manter 20% de área livre em disco para entregarem uma boa performance.

Caso seu servidor esteja sem espaço em disco, a primeira dica é limpar o que for desnecessário ao sistema ou mover tudo que puder ser alocado numa solução de armazenamento mais barata para otimizar o sistema.

Uma boa prática consiste em deslocar aplicações com dados não estruturados para um servidor de arquivos através da instalação de um storage NAS.

Servidor de arquivos em um storage NAS

Além disso, algumas empresas ainda mantêm os backups das estações de trabalho no mesmo arranjo de disco usado na produção. E isso significa as sacrificar ainda mais a performance de um servidor que já está lento.

Utilizar um NAS resolve esse e vários outros problemas:

- Melhora o desempenho das aplicações corporativas, pois desloca os dados e o tráfego não necessários ao servidor de aplicação para outro ponto da rede;

- Deslocar o backup da estações para um equipamento mais barato diminui o processamento do servidor;

- Libera espaço de armazenamento para as aplicações corporativas;

- Diminui a necessidade de investimento em upgrades mais caros;

Outros sintomas de problemas nos discos e arranjos:

- Aumento repentino no número de logs (logs de transações, de erros, etc.);

- Discos rígidos (volumes) ficando sem espaço frequentemente;

- Reconstrução frequente dos arranjos sem motivo aparente;

- Perda de dados;

Dúvidas? Fale com nosso especialista!

O que deve ser verificado:

- Executar sofwares de auditoria física de disco (CHKDSK e/ou S.M.A.R.T.);

- Verificar espaço em disco utilizado e a taxa de crescimento dos dados;

- Comparar a velocidade dos discos com os dados fornecidos pelo fabricante (leituras, gravações, latência e transferências);

- Utilizar uma ferramenta para verificar os “bad blocks” dos discos;

- Verificar o comprimento médio das filas de armazenamento em disco;

Processadores, memórias e placas controladoras

Processadores, memórias e placas controladoras

Processadores

Apesar de raros, alguns problemas de hardware envolvendo CPU, memória e controladoras também pode causar queda no desempenho do sistema.

Aplicativos ou serviços que demoram para responder, apresentam problemas ou que definitivamente não respondem podem ser uma forma que o sistema encontrou para controlar alguma anormalidade.

A maioria dos computadores possuem controle de temperatura do(s) processador(es), ligando o sistema de refrigeração sempre que necessário.

Caso haja superaquecimento, o sistema pode se tornar instável, algumas aplicações podem deixar de funcionar corretamente e, em casos extremos, queimar componentes como a CPU.

O que deve ser verificado:

- Temperatura do sistema através de software próprio;

- Verificar se o sistema de refrigeração/ventilação está funcionando corretamente;

- Verificar o nível de utilização da CPU e quais aplicações estão impactando o sistema;

- Deslocar tarefas não relacionadas ao core business para outros equipamentos;

Memórias

Servidores lentos ou travando também podem significar pouca memória RAM ou problemas nos bancos que estão instalados.

Quando alguns aplicativos demoram para responder, serviços tornam-se indisponíveis ou as requisições nem sempre são processadas, vale a pena verificar quanto de memória o sistema está consumindo.

Verifique a utilização atual da memória, o número de processos executados e quanto eles impactam no consumo.

O uso de muita memória também pode gerar instabilidade por aplicações executadas simultaneamente, por isso acompanhe os picos de uso da memória e transfira aplicações como o backup programado para um storage NAS.

Adaptadores de rede e controladoras

Quando a transferência de dados está instável, aumentando ou diminuindo a largura de banda de forma intermitente, sem nenhuma explicação ou tornando a comunicação instável, os principais suspeitos são os adaptadores de rede.

Essa comunicação afeta desempenho os aplicativos, tornando o servidor lento e prejudicando o sistema como um todo.

O caminho dessa solução também passa por uma auditoria nas portas de comunicação, conectores e caminhos da infraestrutura. Muitos erros de transmissão podem indicar uma controladora defeituosa ou outros elementos da infraestrutura com problemas.

Conheça a linha de storages Infortrend

Problemas de software

Um servidor que sempre funcionou bem não pode ter sua performance piorada sem explicações. Mas isso acontece com frequência!

Sistemas que usam softwares com o recurso para atualizações automáticas sempre habilitados recebem atualizações diárias, nem sempre mantendo o ambiente estável.

Além disso, uma aplicação que atende vinte usuários simultâneos podem não se comportar bem ao adicionarmos mais cinco.

Registre as alterações do ambiente para que seja possível restabelecer o funcionamento do servidor em caso de instabilidade por uma mudança não suportada.

Além disso, a maioria das alterações fornecidas pelos desenvolvedores de software possuem arquivo de log. Sempre vale a pena verificar se um "patch" instalado durante a noite é o causador de todos os problemas.

Fique atento: Apenas instalar as atualizações de software das aplicações que já funcionavam num sistema estável sempre pode trazer novos problemas.

Aplicações críticas devem ser mantidas em ambientes fechados, à prova de falhas e preferencialmente numa área longe dos testes. Pequenos erros podem ser desastrosos quando multiplicado por centenas de usuários.

Como descobrir o que causa a lentidão do servidor?

Como descobrir o que causa a lentidão do servidor?

Inicialmente, examine os sintomas que ocorrem no sistema de alto nível e que estão atrapalhando a funcionalidade esperada.

Esses sintomas provavelmente direcionarão você para a fonte do problema ou, pelo menos, ajudarão na investigação.

Nem sempre será possível encontrar a causa de um problema apenas inspecionando os sintomas.

Softwares de apoio e um exame minucioso dos recursos que o sistema utiliza como hardware, software e infraestrutura podem trazer bons indicativos para a solução.

Em várias situações um servidor lento significa problemas sérios num futuro próximo.

Ao notar que a performance do servidor foi afetada por algum fator desconhecido, certifique-se que o backup está em ordem e funcionando.

Por exemplo, a demora ao acessar um banco de dados ou a perda de dados geralmente apontam para problemas nos discos rígidos, enquanto um tempo de resposta ruim pode indicar problemas no adaptador de rede.

O baixo desempenho, falta de resposta ou até mesmo uma falha no servidor também podem ser sintomas de sobrecarga de trabalho.

Um servidor lento pode ter um storage NAS como aliado.

Servidores de aplicação podem ter desempenho ruim simplesmente por estarem sobrecarregados.

Reformatar um disco, reinstalar o sistema operacional, respectivas aplicações e restaurar todos dados do backup é uma atitude desesperada e que nem sempre devolverá a performance desejada.

Quer compartilhar pastas e arquivos em rede de forma segura? Use um storage NAS

Antes de se aprofundar nas métricas fornecidas pelos softwares de monitoramento, tente mover algumas aplicações para outro ambiente. Essa ação pode economizar tempo e dinheiro da empresa.

Se um serviço importante estiver inoperante, tentar descobrir o que os dados de monitoramento estão tentando lhe dizer pode ser penoso, por isso vale a pena estar familiarizado com os métodos de detecção e as causas mais comuns dos problemas de desempenho do servidor.

Manter aplicações como servidor de arquivos, ambiente de colaboração, armazenamento cloud e backup fora do servidor de aplicação é sempre uma boa prática.

A ControleNet sabe disso e distribui storages, discos e soluções all flash para todos os segmentos do mercado de armazenamento. Traga seu projeto e tire suas dúvidas, somos especialistas em sistemas de armazenamento de dados.

Junte-se a mais de 40.000 Pessoas e Conheca as Novidades do Mundo: Armazenamento de dados!

Armazenamento de dados

Tudo o que você precisa saber sobre soluções de Armazenamento de dados.

Sistemas para Armazenamento de Dados DAS, NAS e SAN

Sistemas para Armazenamento de Dados DAS, NAS e SAN

Sistemas para Armazenamento de Dados: Saiba mais sobre Storages NAS, DAS e redes SAN, onde são aplicados e conheça alguns exemplos de utilização.

7 erros mais comuns ao comprar um sistema de armazenamento

7 erros mais comuns ao comprar um sistema de armazenamento

Saiba como evitar os erros mais comuns antes de adquirir um servidor ou storage. Confira aqui algumas dicas para facilitar esse processo de compras.

O que é um Storage de alta disponibilidade (HA)?

O que é um Storage de alta disponibilidade (HA)?

O que é um Storage de alta disponibilidade (HA)? Conheça nossas soluções resistentes a falhas de hardware, software e energia e não perca mais dados.

WhatsApp